5 etapas para construir uma identidade visual

identidade visual

Ao iniciar um novo empreendimento, muitos pensam na parte de estrutura, valores, layout interno, produtos ou serviços a serem oferecidos. Porém, negligenciam uma das mais importantes etapas do processo: a construção de sua identidade visual.

A identidade visual de uma empresa é o que a representa e é o que fixa sua marca na mente de seus consumidores. Uma identidade visual bem estruturada deve passar, por meio de elementos, tipografia e cores, os valores de sua empresa de forma clara e resumida.

Para auxiliá-lo nesse processo, criamos este post com 5 passos importantes para a criação de sua identidade visual. Confira!

 

1. Monte um briefing

O briefing é um documento muito utilizado por agências de comunicação e de marketing e consiste, basicamente, em um questionário que deve ser respondido, levantando pontos importantes para a empresa que devem ser levados em conta no momento da criação de uma identidade visual.

É fundamental que sejam definidas informações como: por que a empresa precisa de uma identidade visual (demonstrar requinte, modernidade, posicionamento de mercado?); como são seus produtos e serviços; quais são os seus diferenciais; qual o seu público (idade, sexo, classe social); quais cores devem ser evitadas; palavras que definem a empresa e qual o orçamento disponível.

 

Modelo de Política de Troca

 

2. Faça um brainstorming

Apesar do nome complicado, o brainstorming consiste em uma reunião em que várias pessoas se unem para ter ideias do que pode ser feito. Nesse momento, é importante que não existam preconceitos ou prejulgamentos sobre as ideias — afinal, todas são válidas.

É importante que esteja bem claro para todos os participantes os objetivos definidos no briefing e as possíveis soluções já pensadas.

 

3. Defina os elementos, cores e fontes

Após coletar todas as ideias, é hora de começar a moldar a sua identidade visual. Se o objetivo é montar uma identidade mais tradicional, é aconselhável a utilização de fontes (tipo de letra) com serifas e cores mais frias, como o cinza e o azul.

Por isso é tão importante ter a definição dos públicos da empresa no briefing: afinal, se eles forem mais jovens, fontes arredondadas e cores mais fortes, como vermelho, laranja e preto, irão gerar maior aceitação desse público.

Ao selecionar as cores de sua identidade, pesquise o significado de cada uma e busque criar motivos coerentes para que elas sejam utilizadas em sua identidade.

Além das cores e fonte, sua identidade visual pode agregar elementos variados. Mas tenha cuidado! O excesso de elementos pode acabar atrapalhando o entendimento que se deseja passar com sua identidade visual.

 

4. Procure um designer

Mesmo que você já tenha tudo rabiscado, é fundamental que se contrate um designer (ou uma agência) para montarem sua identidade de forma profissional. Nessa etapa, muitos cometem o erro de pedirem para algum conhecido ou familiar que sabe mexer em programas de edição gráfica (Suíte Adobe ou Corel) para montarem.

Lembre-se: é a imagem de sua empresa que está em jogo. Como você poderá passar a ideia de responsabilidade e cuidado, se seu logo contém erros de português ou está totalmente desalinhado?

 

5. Teste as possibilidades

Sempre faça, pelo menos, mais uma opção de logotipo e teste sua aplicação em todos os tipos de materiais que você irá utilizar — como cartões de visita, fachada da loja, Facebook e aplicações em branco e preto, por exemplo.

Sua decisão deverá ser baseada na funcionalidade de sua marca, e não apenas no ”eu achei bonito”, pois uma identidade visual com muitos efeitos de transição de cores, por exemplo, não terá uma boa aplicação em branco e preto.

Agora é a sua vez! Conte-nos, nos comentários, como será a sua identidade visual e participe das nossas conversas!

 

Solicite uma demonstração

Conheça o Hiper, um sistema para gestão, vendas e controle de estoque que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Sistema para gestão de lojas