Como lidar com a inadimplência no varejo? Aprenda agora!

A inadimplência no varejo ocorre quando algum cliente deixa de pagar uma dívida ou cumprir os prazos de pagamento. Esse problema afeta a maioria dos comerciantes e causa vários impactos na operação de uma empresa. Afinal, qualquer desfalque no fluxo de recebimentos acarreta prejuízo ou transtorno, uma vez que o lojista, independentemente da receita, precisa arcar com as despesas da operação.

Além disso, se não houver um planejamento para prever situações adversas como essa, em pouco tempo a situação do negócio pode se tornar insustentável.

Embora seja uma preocupação permanente, existem maneiras de minimizar esse prejuízo. Quer saber como? Leia o texto a seguir e entenda.

A inadimplência do varejo pode ser minimizada

É uma ilusão imaginar que algum dia o número de clientes com dívidas em aberto chegará a zero. Porém, com uma estratégia bem planejada, os riscos podem diminuir e o índice de recuperação de dívidas tem condições de aumentar.

Listamos aqui quatro ações para serem implementadas e atenuar os efeitos da inadimplência. Confira!

Faça uma análise de crédito

O processo de analisar a trajetória de pagamentos do cliente é antigo. Apesar disso, ajuda a identificar potenciais devedores, ou seja, pessoas que acumulam um histórico de dívidas em aberto.

Essa consulta pode ser feita junto ao SPC ou Serasa, por meio do CPF, e tem um pequeno custo. Ainda assim, é um investimento que vale a pena, pois é capaz de evitar futuros prejuízos.

Planeje o fluxo de caixa

Estar preparado para eventualidades é uma estratégia que evita muitos problemas. Considere um valor de possíveis casos de inadimplência e programe as finanças do período incluindo essa previsão nos cálculos.

O potencial de não pagamentos deve ser acrescido no preço de venda ao consumidor, assim como outras previsões de perda (como quebra de estoque por danos de transporte ou validade).

Negocie diretamente com os clientes devedores

Comece o contato com o cliente de maneira amigável, procurando entender o motivo do atraso no pagamento ou com o argumento de lembrá-lo da dívida. Essa etapa é fundamental, já que ainda não conhecemos a motivação que o levou ao atraso.

Isso porque, em alguns casos, pode-se tratar de um problema temporário. Quando for o caso, tente negociar um novo prazo e, para valores acumulados, vale a pena oferecer uma renegociação. O ideal é que a cobrança judicial seja evitada e que a situação se regularize para recuperar o valor e manter o cliente.

Utilize uma ferramenta de gestão

O uso de ferramentas de gestão permite um controle financeiro mais eficiente e com informações precisas para tomadas de decisão. Com todos os dados armazenados e atualizados, relatórios de acompanhamento diário podem ser consultados para que as medidas necessárias sejam acionadas.

Desse modo, a gestão de clientes inadimplentes deve ser iniciada de imediato, a fim de alcançar resultados mais efetivos.

A inadimplência no varejo não se limita apenas aos danos financeiros, visto que também há o investimento de tempo, de pessoal e de planejamento, que poderia ser destinado a objetivos mais táticos. Por essa razão, é importante investir em iniciativas que amenizem o problema.

VEJA TAMBÉM

Toda empresa precisa organizar a movimentação financeira para…
Todo empreendedor sabe que existem diversos relatórios importantes…
nfe-40-tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-o-novo-sistema
O modelo eletrônico de emissão de notas fiscais veio para substituir…
Toda empresa precisa organizar a movimentação financeira para…
Todo empreendedor sabe que existem diversos relatórios importantes…
nfe-40-tudo-que-voce-precisa-saber-sobre-o-novo-sistema
O modelo eletrônico de emissão de notas fiscais veio para substituir…
aprenda-aqui-como-cortar-gastos-em-uma-loja
Para que a sua loja se mantenha firme no mercado, os gastos devem…