Controle de estoque: 6 dicas para fazer de maneira eficaz!

controle de estoque

Provavelmente você já conhece os problemas operacionais que a falta de organização e controle de estoque pode gerar para sua empresa — isso sem contar com os prejuízos financeiros ocasionados por extravios ou avarias.

Porém, não vamos focar nas inconformidades decorrentes de uma má gestão. No artigo de hoje vamos oferecer 6 dicas que contribuirão para um controle mais eficaz e otimizado do seu estoque. Confira!

1 – Faça controles rigorosos

Toda mercadoria que entra ou sai em seu estoque deve ser controlada. Essa organização contribui para melhorar o planejamento de compras, fornecer informações mais precisas para o setor de vendas, além de garantir que os produtos não faltarão ou sobrarão dentro do estoque — acarretando em perdas de vendas ou dos produtos por conta da validade e deterioração.

2 – Planeje as compras de acordo com as vendas

Para que seu controle de estoque seja eficaz, o ideal é avaliar os dados de vendas — assim como tentar prever a sazonalidade — para que só então as novas aquisições sejam realizadas. Isso ajuda a garantir que estoque esteja de acordo com a realidade do seu negócio, avaliando a demanda real e direcionando os investimentos para atendê-la.

3 – Faça inventários

O inventário é o processo pelo qual todos os itens são contados e posteriormente comparados com a quantidade existente no sistema. Esses inventários são importantes, pois ajudam a identificar falhas que podem ser de extravios ou de manipulação do sistema, e o que pode ser feito para impedir para que elas voltem a ocorrer.

O ideal é que esses inventários sejam frequentemente checados, garantindo a veracidade e atualização dos seus dados. Para facilitar a coleta de dados e o seu trabalho, você pode investir em um software de gestão que gerencie e estruture de maneira eficiente todas essas informações.

 

Teste o Hiper grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Experimente grátis

 

4 – Reduza seus níveis de estoque

Através dos controles, é possível saber qual é o giro de suas mercadorias e quando é necessário realizar a reposição do estoque. Com isso, veja se é possível reduzir a quantidade de produtos armazenadas sem comprometer a sua disponibilidade.

Isso é importante, pois reduzindo o nível do estoque, você consegue diminuir também os custos com armazenagem, aumenta o capital disponível em caixa e a disponibilidade de espaço.

5 – Seja organizado

A organização dos itens dentro do estoque faz toda diferença nos níveis de produtividade. Procure organizar os itens por tipo, fazendo com que itens de uma mesma categoria estejam localizados mais próximos, facilitando a identificação deles no local, e por rotatividade, estocando os materiais com um giro mais alto em locais mais baixo (de fácil alcance) e mais próximos da área de expedição.

6 – Gerencie indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho, também chamados de KPI, fornecem uma excelente visão do seu estoque, além de contribuir para uma melhor compreensão das falhas que comprometem os resultados. Os principais indicadores para o controle de estoque são:

  • Giro dos produtos;
  • Prazo médio dos fornecedores;
  • Índices de avarias;
  • Índices de extravios;
  • Acuracidade de inventário;
  • Índice de rupturas — quando o estoque disponível não é capaz de suprir toda demanda de vendas.

Um controle de estoque eficaz é essencial para atender as demandas dos clientes e para garantir que os problemas não causem danos sérios à saúde financeira do seu negócio. Além disso, como vimos, ele contribui para a produtividade da equipe e para a melhora nos resultados de uma forma geral.

O que achou das nossas dicas? Como sua empresa realiza o controle de estoque? Não deixe de compartilhar suas experiências conosco através dos comentários!

Download Gratuito: Planilha para controle de estoque