Cupom Fiscal Eletrônico: o que é e como ele substitui o Cupom Fiscal

cupom fiscal eletrônico

Buscando facilitar cada vez mais a vida do varejista e também do consumidor, chega ao comércio varejista o Cupom Fiscal Eletrônico, em substituição ao Cupom Fiscal. A ideia da mudança é diminuir o número de reclamações dos consumidores e, consequentemente, reduzir a quantidade de multas e autuações sobre os lojistas.

Continue a leitura deste post e saiba mais sobre o Cupom Fiscal Eletrônico e como ele substitui o Cupom Fiscal.

 

O que é o Cupom Fiscal Eletrônico?

Também conhecido como CF-e-SAT (Cupom Fiscal Eletrônico do Sistema Autenticador e Transmissor), se trata de um documento fiscal eletrônico que oferece garantia judicial graças a uma assinatura digital — que provém do Certificado Digital. O Cupom Fiscal Eletrônico é emitido, transmitido, assinado e armazenado por um equipamento chamado SAT, mas o cupom é emitido apenas de forma digital. Assim, ele não conta com impressora fiscal e o único comprovante que o consumidor recebe em mãos é o extrato do CF-e-SAT.

O extrato não é um documento fiscal, serve apenas para que o consumidor tenha um controle sobre seus gastos e aquisições. Mas, a emissão do extrato é indispensável, porque é nesse extrato que se dá acesso para o consumidor consultar o CF-e diretamente no site da Secretaria da Fazenda.

 

Como o Cupom Fiscal Eletrônico substitui o Cupom Fiscal?

O CF-e se tornou obrigatório para os varejistas e logo deverá substituir completamente o uso do Cupom Fiscal ao qual estamos habituados.

Segundo a legislação do SAT-CF, o CF-e substituirá apenas o Cupom Fiscal feito pelo emissor e a Nota Fiscal modelo 02 (de venda ao consumidor). A emissão das Notas Fiscais Eletrônicas não pode ser feita por meio do SAT-CF.

A substituição será feita obrigatoriamente quando o emissor de Cupom Fiscal do estabelecimento completar cinco anos de uso a partir da data no lacre do Atestado de Intervenção.

 

 

E como funciona o SAT?

O equipamento SAT conta com um sistema que, além de gerar o Cupom Fiscal Eletrônico, também, transmite os dados diretamente para o sistema da Secretaria da Fazenda por meio da conexão com a internet. A substituição do emissor de Cupom Fiscal pelo SAT não só torna tudo muito mais prático para o comerciante, como também reduz os custos para o contribuinte.

Além do equipamento SAT, para fazer a emissão de CF-e, o estabelecimento precisa dispor de um computador com entrada USB para conectar o SAT, um aplicativo comercial instalado que seja compatível com o sistema, conexão com uma rede de internet e uma impressora comum, que possa imprimir os extratos do CF-e-SAT.

É importante que os comerciantes e os consumidores passem a compreender o novo padrão que se instaura daqui para frente no comércio: documento fiscal com valor judicial é somente o Cupom Fiscal Eletrônico que consta na base de dados da Secretaria da Fazenda ou ainda da Receita.

 

Como emitir o Cupom Fiscal Eletrônico?

Os cupons fiscais eletrônicos são emitidos por programas específicos e por meio do SAT. Assim, em primeiro lugar, é preciso conectar o SAT ao sistema operacional da empresa. Ou seja, aos computadores que emitirão os cupons.

O SAT é a ferramenta que capta as informações e dados necessários para a emissão do cupom, assim que é concluída uma venda. Dessa forma, ele faz a coleta dos dados referentes a ela e os transmite para a Secretaria da Fazenda, para em seguida recebê-los já validados para a impressão.

As informações contidas no SAT, por sua vez, são inseridas dentro do Sistema de Automação Comercial da ferramenta. Assim, há a interligação entre os sistemas e o envio automático dos dados relevantes ao Cupom Fiscal Eletrônico. Confira abaixo alguns requisitos básicos para utilizá-lo:

 

Programa comercial compatível

Além do SAT, é necessário possuir um programa ou aplicativo comercial compatível com a sua ferramenta, a qual torne possível a emissão dos cupons.

Acesso à internet

Também é necessário ter acesso à internet. A boa notícia é que não é preciso ter uma rede de internet exclusiva para o SAT: é possível utilizar o sistema com uma rede compartilhada com outros funcionários!

Impressora

Por fim, ainda é imprescindível possuir uma impressora. Porém, ao contrário da emissão do Cupom Fiscal tradicional, em que é preciso ter um Emissor de Cupom Fiscal Eletrônico, para utilizar os cupons fiscais eletrônicos podem-se usar impressoras comuns, vendidas no mercado.

Lembre-se ainda de que, apesar de o processo ser automatizado, é válido manter controle sobre os cupons emitidos. Guarde-os em local específico, e confira os dados emitidos.

 

 

Quais são as vantagens do Cupom Fiscal Eletrônico?

Emitir esse tipo de cupom torna a vida da empresa e do cliente muito mais simples. Quer saber como? Veja abaixo um grupo de vantagens oferecidas pela solução:

Mais praticidade

A grande maioria dos programas que emitem os cupons fiscais eletrônicos já realiza isso de maneira automática. Consequentemente, não será preciso deixar um funcionário a cargo da emissão desses cupons, o que otimiza o tempo de trabalho dentro da empresa.

Da mesma forma, o envio do cupom por e-mail ao consumidor também é automatizado, dando a ele o benefício de poder conferir e armazenar seus gastos de maneira muito mais simples e eficaz.

Emissões ilimitadas

O NFC-e pode ser emitido ilimitadamente pelas empresas. Isso quer dizer que as empresas que vendem em grandes quantidades não terão que pagar penalidades pelo alto número de emissões de cupons fiscais.

Ninguém gosta de ter custos desnecessários com o seu empreendimento, não é verdade? Assim, os cupons fiscais emitidos eletronicamente podem ajudar a diminuir os custos da sua empresa!

Mais segurança

Emissões eletrônicas do Cupom Fiscal tornam todo esse procedimento muito mais seguro. Afinal, quando um funcionário é encarregado da tarefa, sempre há a possibilidade de acontecer o que chamamos de erro humano.

Por isso, ao emitir o Cupom Fiscal Eletrônico há uma diminuição considerável nesse risco.

Maior economia

Além de reduzir os custos ligados à penalidade pelo número de emissões, aderir ao Cupom Fiscal Eletrônico pode gerar uma economia financeira ainda maior dentro de uma empresa.

Isso acontece em razão dele também reduzir os gastos com papel (uma vez que podem ser armazenados digitalmente) e com materiais específicos da emissão tradicional do cupom fiscal.

 

Solicite uma demonstração

Com o Hiper você cadastra produtos, realiza vendas e emite notas fiscais de produto e serviço. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Sistema para documentos fiscais