Estoque de segurança: entenda o que é e como fazer

Você anda tendo prejuízo por não ter um ou outro produto disponível? Então precisa pensar em começar a fazer um estoque de segurança. Realizar uma boa gestão de estoque com o cálculo correto da quantidade dos materiais pode ser o que falta para aumentar a sua lucratividade.

Não sabe o que é e quais são as vantagens? Calma que vamos ajudar! Continue a leitura do texto e saiba tudo o que precisa saber sobre o estoque de segurança. Confira!

O que é estoque de segurança?

É a quantidade mínima dos produtos essenciais necessários para abastecer um negócio. Trata-se de um excedente que será utilizado apenas em momentos de alta nas vendas para evitar que elas sejam perdidas.

Esse tipo de estratégia é adotado não apenas pelo comércio, mas também pela indústria — para matérias-primas e produtos acabados — e o setor de serviços, para materiais utilizados para o funcionamento da operação.

 

 

Como calcular o estoque de segurança da empresa?

O cálculo do estoque de demanda depende muito de cada negócio. Para isso, é preciso considerar a demanda, os prazos de entrega e o sistema de vendas. Mas, no geral, é possível utilizar a fórmula: ES= MV x T.

Nela, o ES é o estoque de segurança, MV é a média de vendas diárias e o T corresponde ao tempo de entrega em dias.

Assim, se você vende 20 unidades de um produto por dia e o seu fornecedor demora 10 dias para entregá-lo, o seu estoque de segurança é igual a 200 unidades. Ou seja, é necessário ter estocado sempre uma quantidade acima desse número.

Quais as vantagens de fazer uma boa gestão de estoque?

Ao adotar um estoque de segurança, é possível estar preparado para possíveis situações que poderiam comprometer a sua operação, como uma elevação muito brusca da demanda, problemas com fornecedores ou atrasos na entrega. Outras vantagens incluem:

  • facilidade na gestão de estoque;
  • ajuda a não perder vendas;
  • evitar queda no fluxo de produção;
  • reduzir o custo com armazenagem;
  • cumprimento de prazos de entrega aos clientes;
  • redução gastos sazonais com a contratação de funcionários e taxas de entrega de emergência;
  • facilidade no controle de produtos perecíveis.

O que deve ser observado na gestão do estoque de segurança?

Um dos fatores determinantes para o estoque de segurança é o cálculo da demanda média. Para que ele seja efetivo, é preciso fazer um controle rigoroso por alguns meses — de preferência o período de um ano completo. Assim, dá para prever todas as oscilações ocorridas devido a sazonalidades, como as datas especiais.

Outro ponto muito importante é a relação com os fornecedores. Não adianta você fazer um bom cálculo e uma boa gestão sem que eles sejam confiáveis e respeitem os prazos de entrega. Ter um excedente muito acima da média também pode ser perigoso, principalmente para produtos com um prazo de validade menor.

Como um software de gestão pode ajudar as empresas?

Adotar um software de gestão significa ter um maior controle sobre todas as etapas da operação da empresa, inclusive a gestão do estoque. A própria ferramenta já calcula o estoque de segurança de cada produto e avisa quando é necessário fazer um novo pedido. Além disso, cuida de outras áreas importantes do negócio, como as finanças e o fluxo de caixa.

 

TESTE GRÁTIS: Sistema para Controle de Estoque

Conheça o Hiper, um sistema para gestão, vendas e controle de estoque que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Sistema para Controle de Estoque