5 dicas para evitar inadimplência na sua loja

Por mais que você tenha um escopo de trabalho bem definido e as vendas estejam caminhando bem, alguns imprevistos podem acontecer. Muitas vezes, esses pequenos deslizes são o primeiro passo para comprometer o seu negócio e entrar em cena um dos piores pesadelos do empreendedor: a inadimplência.

Quando você já tem um plano de ação estruturado, a má fase pode ser apenas passageira. Em um cenário mais pessimista, ela se transforma em uma bola de neve que pode comprometer a vida de um empreendimento que tinha tudo para dar certo.

Pense no seguinte cenário: depois de um ótimo ano, dezembro se aproxima e com ele as vendas de natal. Neste momento você precisa investir um pouco mais no seu estoque, porque suas vendas serão ainda melhores. Além disso, com o dinheiro que você conta ganhar, decidiu que está na hora de reformar a fachada da sua loja. No meio do caminho, a obra está atrasada e o aspecto de loja em construção acaba afastando alguns clientes. As suas vendas não estão saindo como o esperado e você ainda tem que terminar de pagar os fornecedores pelos itens parados no estoque. Ou seja, tudo estava indo bem e de uma hora para outra você está endividado.

Situações como essa, são mais comuns do que você imagina. Pensando nisso, separei 05 dicas para você evitar a inadimplência. Confira:

 

 

1 – Mantenha suas finanças saudáveis

Uma boa gestão financeira é fundamental para evitar situações de aperto. Manter registros e ter controle sobre vendas, estoque e fluxo de caixa, são ações básicas para manter suas finanças saudáveis.

Afinal, tudo está interligado e a falha em uma destas áreas de gestão, impacta diretamente nas outras. Lembre-se sempre de manter uma porcentagem do seu lucro guardada. Desta forma, você terá mais segurança para enfrentar os imprevistos que surgirem. 

 

Nenhuma empresa está livre de situações inesperadas, mas apenas as melhores geridas estão preparadas para enfrentar isso.

 

2 – Saiba onde seu dinheiro está

Seja em um um caderninho, em uma planilha do Excel ou em um sistema especializado, adote um fluxo de caixa e mantenha-o sempre atualizado.

Para um maior controle do seu negócio, qualquer entrada ou saída de dinheiro do caixa, deve ser registrada. Desta forma, suas informações financeiras estarão sempre claras para consultas e futuras tomadas de decisões. Esse registro evita também que você faça investimentos com valores superiores aos que você possui. 

E, ao fazer uma análise dos dados captados, você pode planejar as compras da sua loja nos momentos mais oportunos.

 

Solicite uma demonstração

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Experimente grátis

 

3 – Planeje seus pagamentos

Você sabe quais são os gastos fixos do seu negócio?

Isso é, quais são as contas recorrentes, aquelas que todo mês você deve pagar para as mesmas entidades, como água, aluguel, internet, entre outros. A previsibilidade desses gastos faz com que você possa se planejar anteriormente e reservar previamente parte da sua receita para pagá-los.

Além disso, como essas contas fixas já possuem uma data de vencimento pré determinada, você pode realizar os agendamentos prévios dos pagamentos. Desta forma, você evita o atraso da fatura e. consequentemente, os juros.

 

4 – Evite decisões precipitadas

Você já ouviu o ditado: “Não conte com o ovo que a galinha ainda não botou”, não é mesmo? 

Pode não parecer, mas essa frase serve muito para o seu negócio. Por exemplo, digamos que você está próximo de fechar uma grande venda e que a verba que entrará possibilitará fazer novos investimentos na sua loja. Fique atento e espere o dinheiro entrar na sua conta antes de começar a gasta-lo. Caso contrário, você pode acabar com uma nova dívida.

 

5 – Tente renegociar suas dívidas

Se o seu negócio já possui dívidas em aberto, o primeiro passo é planejar a quitação desses valores. Essa deve ser a sua prioridade nº1. Afinal, quanto mais tempo você fica devendo, mais juros terá que pagar.

Neste caso, o ideal é renegociar os seus débitos para conseguir reajustar as parcelas e minimizar os juros. Uma dica importante: nunca contraia uma nova dívida para quitar a anterior. Desta forma, você só estará aumentando a sua bola de neve.

Os percalços e imprevistos nem sempre podem ser evitados, mas é possível minimizar os efeitos disso em sua empresa. Com um bom planejamento e tomando os cuidados necessários, é possível evitar a inadimplência.

 

Quer saber mais sobre gestão financeira?

Preencha seu e-mail e receba conteúdos exclusivos para fazer a gestão financeira da sua loja: