A importância da humanização da marca para o seu negócio

Nos últimos tempos, as empresas estão com um novo objetivo em mente: a humanização da marca. Mas como isso funciona? assim como o nome já sugere essa ação tem como objetivo se aproximar dos usuários, estabelecendo uma ligação especial entre a marca e seus consumidores.

Quando começamos a integrar a tecnologia em nossas vidas diárias, a ascensão das redes sociais se tornou cada vez mais popular, permitindo que pudéssemos nos conectar com nossos amigos e familiares, mesmo que estivéssemos a centenas de quilômetros de distância. Como humanos, desejamos atenção e a tecnologia  torna isso extremamente fácil.

Isso acontece principalmente porque as pessoas esperam encontrar algo na empresa que faça com que elas se identifiquem, um laço humanizado, não algo frio e mecânico. Atualmente, o consumidor não quer apenas consumir, mas também ter uma boa experiência em todo o processo de compra. A humanização da sua marca é uma excelente forma de construir um relacionamento mais autêntico e duradouro com o seu público e conquistar admiradores sinceros. 

Benefícios da humanização para empresas

Em primeiro lugar, saiba que as relações comerciais estão cada vez mais próximas e as vendas acontecem o tempo todo, sem grandes esforços. A recomendação de um amigo pode converter mais que meia página de anúncios no jornal.

Por outro lado, as empresas que antes se limitavam a fornecer respostas padronizadas e não personalizadas, agora precisam aprender como se comunicar com os clientes de maneira a aproximá-los. Isso acontece não só nas vendas, mas também em todas as comunicações e posicionamento da sua marca.

 

Movimento #joguenoataque

 

Humanizar a marca não necessariamente precisa ser algo complicado. Pequenas mudanças na comunicação podem trazer grandes resultados. E o melhor: em curto prazo. Lembre-se: o mais importante é dar o primeiro passo, com o aprendizado vindo de seus consumidores, a relação vai se aprimorando.

Vale ressaltar que não existe apenas uma forma de humanizar sua marca, cada empresa deve fazer do seu jeito, seguindo seus valores e identidade, sem seguir nenhuma fórmula pronta. Pensando em facilitar em dar os primeiros passos, separamos 5 dicas para abordagens, vamos lá:

Invista em storytelling:

Contar histórias é uma ótima maneira de humanizar sua marca. Afinal, ao contar histórias você transforma algo cru em algo simples e  atraente e com recursos visuais para facilitar a aceitação do público. Você pode gravar vídeos para mostrar como os produtos são produzidos, entrevistar funcionários, contar histórias da empresa ou apenas mostrar imagens do dia a dia. Esse tipo de material faz com que os usuários se sintam mais próximos da empresa, como amigos e confidentes. Portanto, conte uma história que inspire as pessoas e estimula emoções. Um bom exemplo é a Nat da Natura, personagem criada para humanizar e trazer a naturalidade do dia a dia de uma mulher para a marca.

Humanização da Marca - Nat da Natura

Mostre senso de humor:

Esta é uma função poderosa do marketing humanizado. O humor é uma excelente forma de se contactar com público nas redes sociais. Os três fatores a serem lembrados ao usar o humor são: diversão, informação e controle. É preciso conhecer muito bem o seu público e as características da marca, pois o processamento do humor exige que seu público esteja preparado e que esse estilo de comunicação combine com o discurso da sua marca.

Esteja próximo de seu cliente

As pessoas detestam não poder falar diretamente com alguém da empresa. Elas querem ouvir, responder e principalmente solucionar seus problemas. Entenda que o relacionamento com os clientes é um dos relacionamentos mais íntimos que sua empresa vai vivenciar. Afinal, quem está usando seu produto ou serviço irá dizer se o produto é de qualidade e irá propagar essa ideia, seja ela positiva ou negativa. É sempre bom receber um feedback diretamente da fonte e transformar essa conexão em uma oportunidade de fornecer um produto ou serviço melhor.

 

Certificação para profissionais do varejo

 

Envolva-se em conversas

Pessoas falam! Humano é uma criatura sociável. Se você deseja desenvolver um marketing humano, não deve apenas anunciar aos usuários, mas também envolvê-los na conversa. Pergunte o que eles gostam e o que querem ver. Isso mostra que você está prestando atenção e que não está preocupado apenas com um lado da conversa. Quanto mais você interage com os usuários, mais provável é que eles o vejam como uma empresa confiável. Quando você interage com seus clientes, você imediatamente abre uma porta para conquistar sua lealdade.

Esteja ativo nas redes sociais

Hoje em dia, um bom marketing nas redes sociais é essencial para atrair pessoas, e você pode torná-lo mais humano minimizando a automação e tentando estabelecer um diálogo direto entre a equipe e o usuário. O consumidor moderno é exigente, extremamente informado, está ciente dos seus direitos e procura sempre se manifestar. Não adianta tentar transmitir aquilo que não é, quando a tentativa de humanização da marca é artificial, o cliente logo perceberá, seja pela comunicação ruim, pela opinião de outros clientes ou até mesmo pelo tom de voz dos colaboradores.

Para garantir que está no caminho certo, você precisa se perguntar constantemente: eu ficaria satisfeito se fosse um cliente ou funcionário da minha empresa? Quando a empresa consegue transmitir o conceito da atratividade comercial, consegue realizar a humanização da marca, não só fornecendo produtos e informações, mas também proporcionando transparência, honestidade e sentimento.

Quando você dá a uma marca características mais humanas, está usando o marketing para ter um impacto maior e gerar mais negócios. Se você quer sobreviver nos negócios de hoje, essa é uma condição necessária para evoluir. 

Finalmente, para ter uma marca humanizada como o melhor recurso, você deve aumentar sua proximidade com seus clientes, se envolver com eles e construir a fidelidade do cliente. É isso que torna essa estratégia tão importante e bem-sucedida.

 

Quer saber mais sobre gestão de lojas?

Preencha seu e-mail e receba conteúdos exclusivo sobre gestão de lojas: