Inteligência artificial no varejo já é real? Veja 3 cases para se inspirar

Inteligência-artificial-no-varejo

A inteligência artificial no varejo é mais que uma tendência: pode-se ver os resultados em grandes nomes do mercado, que vêm atuando cada vez mais pautados nos avanços e melhorias que a tecnologia pode trazer.

Pensando nisso, hoje trouxemos 3 cases de sucesso para você se inspirar e planejar como inserir a inovação em seu negócio, ação que vai impactar as suas vendas e a organização de sua loja. Ficou animado? Continue conosco neste post!

 

O que é inteligência artificial?

A inteligência artificial (IA) é uma área de ciências da computação. O objetivo é desenvolver dispositivos que façam uma simulação da capacidade humana, tanto de se comunicar, quanto de resolver problemas, tomar decisões, perceber tendências e raciocinar.

Pensando assim, a palavra “inteligência” faz muito sentido, né? Um bom exemplo nacional dessa tecnologia é a Lu, da rede Magazine Luiza. Inclusive, começaremos a demonstrar o sucesso dessa ideia falando dela. Veja a seguir!

 

Quais lojas usam de inteligência artificial?

 

1. Magazine Luiza

A Magazine Luiza realmente aplicou uma transformação digital. Não apenas projetou aplicativos ou aproveitou o uso de chatbots, como também fez um excelente trabalho de marketing para sua assistente virtual mais conhecida, a IA Lu (de Magalu), que ganha os holofotes das redes sociais e relacionamento com o cliente.

Além disso, vale a pena lembrar que a rede expandiu os negócios, se tornando um marketplace aberto e ostentando o status de plataforma digital omnichannel (multicanais). Em 2017, o lucro líquido da empresa foi de 389 milhões de reais, diante de 86 milhões de 2016.

Para se ter ideia do quanto tecnologias como a Lu foram bem utilizadas nesse processo, no Dia dos Namorados, a marca promoveu uma ação por meio do aplicativo de encontros amorosos Tinder, que rendeu nada mais nada menos que 150 mil interações em busca de descontos.

 

Modelo de Política de Troca

 

2. Macy’s

A Macy’s é uma famosa rede varejista americana que atua no ramo de lojas de departamento. Ela conta com a IA Watson, que se encarrega de responder a todas as dúvidas dos clientes. A ideia é que o consumidor pergunte qualquer coisa a qualquer hora e receba uma resposta personalizada em seu smartphone.

A empresa apostou nessa inteligência artificial para que os consumidores possam resolver questões básicas, tornando a experiência descomplicada e apostando na proximidade no relacionamento com o cliente. O Watson foi lançado em fase de testes e adotado por outras empresas do varejo, como a North Face e 1-800-Flowers.com.

 

3. EarthFare

Existente há 47 anos, o EarthFare é um movimento que trata de comida saudável e orgânica. Em seu sistema, há uma inteligência artificial acoplada, que é capaz de dar direcionamento para as ofertas, moldando-as de acordo com a necessidade do cliente.

Essa coleta e análise de dados colabora para que as campanhas tenham retorno certo, já que há o recolhimento de informações importantes na jornada de compra do cliente. Assim, a Daisy, como é chamada essa IA, dá assistência ao cliente na hora de encher o carrinho.

 

O que garante o retorno?

Abordar as vendas de maneira generalista é um erro. Como em toda estratégia de segmentação, é importante conhecer o perfil específico de seu público-alvo. A inteligência artificial auxilia nesse sentido, mapeando a jornada de compra e tornando possível entender e identificar o momento da decisão da compra, fazendo, então, a oferta pertinente e oportuna.

Imagine que oferecer aquilo que o consumidor quer e/ou precisa no momento exato é uma tarefa que demanda muito tempo de conhecimento e observação. A automatização é o elemento-chave para alcançar esse nível de atendimento e, nesse caso, o retorno é garantido, já que a tomada de decisão tem uma base sólida.

Independentemente do momento de aplicação de recursos no qual a loja se encontra, é essencial encontrar meios para inserir a inteligência artificial no varejo, a fim de potencializar os resultados. Leia 5 dicas incríveis de inovação para aplicar no varejo!

 

Quer saber mais sobre gestão de lojas?

Preencha seu e-mail e receba conteúdos exclusivo sobre gestão de lojas: