O que observar em um relatório financeiro

Relatório financeiro

Quando o assunto é gestão empresarial, é preciso prestar atenção em diversas variáveis. Algumas delas estão relacionadas ao próprio empreendedor, como a capacidade de assumir riscos, tomada de iniciativa, liderança, organização e, especialmente, poder de decisão.

Depois, é necessário conhecer e elaborar um plano de negócios que vai desde a análise de mercado, passando pelos aspectos de gestão, sejam eles organizacionais ou financeiros, até chegar a utilização da tecnologia como aliada. Por isso, se você está pensando em se tornar um empreendedor ou o gestor de uma empresa, saiba que esses são apenas alguns elementos para o sucesso. Depois que começar a funcionar, é preciso elaborar relatórios de acompanhamento para a manutenção da saúde financeira da empresa.

A seguir, falamos sobre a importância de acompanhar e o que observar num relatório financeiro.

 

A importância de acompanhar e entender um relatório financeiro

  • Eles mostram dados e projeções tanto da entrada quanto da saída de dinheiro;
  • Fornecem bases de projeções futuras para uma possível extensão da empresa;
  • Demonstram se o faturamento de cada produto é suficiente para cobrir sua parte nas despesas;
  • Apontam em quais áreas de gestão o dinheiro está sobrando ou faltando;
  • Calculam de forma exata a quantidade de dinheiro investido em cada setor e qual é o percentual de retorno;
  • Garantem a demonstração do lucro real da empresa.

 

O que observar num relatório financeiro?

Lançamentos diretos para a conta da empresa

Um item importante a ser observado no relatório financeiro são os lançamentos realizados na conta corrente da empresa. Uma verificação completa é importante para se certificar de que os lançamentos de depósitos e de retiradas de dinheiro estejam de acordo entre cliente e banco. Isso dará a exata noção do equilíbrio do saldo financeiro.

 

Modelo de Política de Troca

 

Resultados demonstrados

É preciso ter uma demonstração de resultados realista para que você não corra o risco de trabalhar apenas com projeções. Para demonstrar o resultado, deve-se somar a entrada de dinheiro com produtos vendidos e diminuir do total de custo desses produtos. Um software de controle tem a capacidade de realizar esses cálculos automaticamente, desde que todos os produtos sejam lançados diretamente no programa. Caso essa função seja separada, é importante realizar esses lançamentos periodicamente.

 

Gastos fora da atividade fim e extraordinários

Todos os gastos em produtos que estejam fora da atividade fim, ou seja, que não sejam considerados matéria prima ou salários, deve entrar nesse controle. Esses gastos são produtos de limpezas, aluguel, energia elétrica, saneamento básico e horas extras. Note que, apesar do fato de que as horas extras estão relacionadas ao custo de manutenção para as vendas, é um gasto extraordinário ou não estabelecido. O controle financeiro, se realizado de forma eficiente, mostrará se valeu a pena manter os funcionários trabalhando mais do que as horas normais.

 

Liquidez da empresa

O mais importante de tudo é entender a liquidez da empresa. Observe se o relatório financeiro retorna passivos e ativos capazes de cumprir com as suas funções e se existe a possibilidade de reinvestimento. Caso isso aconteça, por menor que seja, a empresa estará lucrando.

Apesar de existirem diversas ferramentas capazes de colaborar com essa missão, um relatório financeiro não poderá ser completo se os lançamentos não estiverem em sincronia e automatizados. Por isso, um software de gestão pode ser imprescindível para melhorar o controle da saúde financeira da empresa, pois programas específicos para esse fim trazem diversas ferramentas capazes de dar clareza a qualquer gestor.

Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

 

Solicite uma demonstração

Com o Hiper você cadastra produtos, realiza vendas e emite notas fiscais de produto e serviço. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Sistema para documentos fiscais