Como gerar oportunidade de venda pelas redes sociais

Oportunidade de venda

Nesse período de pandemia, muitas revendas viram seu planejamento de vendas ser duramente atacado pela quarentena, que fechou as portas de muitos estabelecimentos. Porém, muitas empresas encontraram na tecnologia poderosas ferramentas para gerar oportunidade de venda e continuar crescendo. Uma delas são as redes sociais.

Hoje as redes sociais comportam informações preciosas de pessoas e empresas. Essas informações fazem toda a diferença na hora de oferecer produtos e serviços ao seu público-alvo. Nesse artigo, vamos falar sobre como montar uma estratégia de prospecção através das redes sociais.

Saiba quem é seu cliente

Essa quarentena trouxe um tema muito importante: precisamos saber quem é o nosso cliente. Traçar o perfil do seu cliente ideal, saber como ele compra, entender suas necessidades e desafios pode fazer sua empresa resistir (até mesmo crescer) em meio a tantas que estão falindo. 

Desde o início da pandemia, pude perceber várias marcas mudando seu viés publicitário, pitch comercial e até produto para atender a nova realidade de seu cliente (a Hiper foi uma delas, trazendo para a plataforma produtos como integrações com e-commerce, Mercado Livre e Catálogo Digital). Verdade seja dita, como fazer isso sem conhecer seu cliente?

Se você ainda não parou pra pensar no assunto, separei um artigo da Rock Content sobre processo comercial que vai te ajudar bastante.

Pesquise possíveis clientes

Agora que você conhece seu cliente, você pode começar a buscá-lo nas redes. Escolha a rede social mais relevante para ele (isso pode variar com o perfil de empresa e pode ser mais de uma. Por exemplo: uma loja de roupas pode utilizar tanto Facebook quanto Instagram para interagir com seu público). Pesquise o máximo de empresas possível dentro da sua região de atuação.

Nesse momento o importante é volume, portanto, anote todos sem exceção, ok?

Separe as empresas que mais se encaixam com sua solução

Após fazer uma lista com o maior número de empresas possível, está na hora de separar as melhores, fazendo um “pente fino” no perfil delas. Você vai ficar surpreso com a riqueza de informações que existe lá!

No perfil de uma empresa você pode encontrar várias informações, como:

  • A aparência da empresa, através de fotos do interior;
  • O relacionamento com o cliente, por “curtidas”, comentários e avaliações;
  • Seu relacionamento com tecnologia, pela frequência de publicações e qualidades das mesmas, assim como a qualidade da página em si (foto de perfil, imagem de fundo, etc);
  • Informações diversas (telefone para contato, nome e perfil do dono da loja, etc).

Ordene a lista, começando pelas empresas que você encontrou mais informações, que são ativas nas redes sociais ou tem interações com os próprios clientes, passando por aquelas que não se encaixam tanto no seu perfil, mas que você pode atender e finalizando naquelas que devem ser descartadas por não ter o mínimo de informações necessárias para uma avaliação.

Faça a oferta correta

Esse é um momento chave na estratégia. Cada negócio tem suas particularidades e vive seu momento. É muito importante você saber, antes mesmo de entrar em contato com seu possível cliente, qual a necessidade dele que você pode atender.

Para te ajudar a entender o que você pode fazer pelo seu público, existe um conceito chamado “job to be done” ou “teoria dos trabalhos”. A Teoria dos trabalhos consiste em descobrir qual o serviço que o seu cliente busca ao contratar seu serviço ou comprar seu produto. Um exemplo que eu costumo usar é o da caneta: o produto é a caneta, mas o serviço pode ser a carta, o dever de casa ou o rascunho de um livro, enfim, a tarefa que seu produto ou serviço executa para seu cliente. 

Não importa o canal que você vai utilizar (mensagem, telefone, e-mail, etc), desde que a sua oferta seja relevante cliente. Lembre-se: a diferença entre mais uma propaganda e uma oferta irresistível é descobrir a necessidade do seu cliente, antes mesmo de falar com ele.

 

E-book Hiper - Guia das Redes Sociais

 

Seja claro, mas não diga tudo

Na primeira interação com o cliente é importante instigar a curiosidade quanto ao que você tem a oferecer. Portanto, você deve dizer o mínimo possível, mas o suficiente para que ele te responda. Nesse caso, fale sobre benefícios que a sua solução entrega, mas não revele características dela. Por exemplo:

“Olá!

Eu sou o Jorge, gerente de contas na Hiper e trabalho com soluções para gestão do varejo, tudo bem? Estava fazendo uma pesquisa e encontrei sua empresa.

Gostaria de marcar um bate papo, pois temos ferramentas e estratégias que podem fazer a (nome da loja) vender 30% mais, mesmo com as portas fechadas. Quando podemos marcar uma conversa?

Fico aguardando seu retorno, grande abraço!”

Vejam que no contato acima eu não mencionei nenhuma característica do meu produto, somente trouxe os benefícios que ele traz.

Mantenha seu perfil atualizado

Aqui mora uma armadilha: se a sua oferta for realmente relevante para seu possível cliente, a primeira coisa que ele fará é buscar sua empresa de volta, o que ele vai encontrar? Se encontrar um perfil desatualizado, um site meia boca e um conteúdo sem sentido, sua venda acaba antes mesmo de começar.

Mantenha o perfil das suas redes sociais, assim como seu site sempre atualizado. Cuide da parte visual e faça publicações frequentes com informações importantes para o negócio do seu cliente. Aqui vai uma dica: invista em conteúdo relevante sobre o segmento do seu público-alvo. Ele precisa perceber que você é um especialista no seu negócio, que entende suas dores e pode atender suas necessidades.

Facilite o contato

Outra coisa muito importante é manter-se acessível. Muitas vezes o possível cliente não vai responder sua mensagem antes de investigar seu perfil e seu site. Nessa hora, tanto um como outro deve estar repleto de calls to action. Os CTA’s são chamadas para que seu público entre em contato com você. Assim você facilita o caminho para que seu futuro cliente chegue até você! 

Se você quer conhecer mais sobre o que é uma CTA e vários exemplos de como aplicá-lo de forma eficaz, encontrei um ótimo artigo do André Siqueira da Resultados Digitais, Call to Action: tudo o que você precisa saber.

Esse é um passo a passo simples e prático, que vai gerar oportunidades segmentadas, educadas e qualificadas, aumentando suas taxas de conversão. Altas taxas de conversão significam mais faturamento e menos custo para sua empresa. Nada mal, né?

 

Quer saber mais sobre vendas?

Preencha seu e-mail e receba conteúdos exclusivos para vender mais na sua loja: