Sinais de que sua loja pode estar perdendo dinheiro

Uma das maiores preocupações dos empreendedores em geral é a possibilidade de estar perdendo dinheiro. Afinal, ninguém quer entrar para as estatísticas do Sebrae quanto ao número de empresas que fecham nos primeiros 5 anos de vida. A boa notícia é que você consegue identificar alguns sinais que podem indicar que o seu negócio está perdendo dinheiro. Reunimos abaixo alguns destes sinais de alerta, além de incluir dicas práticas para contornar cada um deles. Confira agora!

Financeiro da loja misturado com despesas pessoais

O cenário é clássico: uma pessoa empreendedora cria o seu pequeno negócio de forma gradual, alocando a loja na sua própria casa e, muitas vezes, com o apoio dos familiares para fazer os primeiros dias rodarem. Para não perder tempo, dá o start nas vendas e utiliza sua conta bancária pessoal para receber os ganhos pelas vendas e também para pagar as despesas do negócio. Seu salário é o que sobra dessa diferença. Hoje, com mais tempo de loja, ela vê suas finanças pessoais e comerciais completamente atreladas em uma mesma conta bancária. Seu negócio não consegue crescer, suas finanças estão estagnadas e ela sente na pele os impactos que a falta de planejamento pode causar.

A narrativa acima pode parecer cruel, mas saiba que é a realidade de 50% dos empreendedores entrevistados no ano de 2020. E se você se encaixa nesta categoria, saiba que o seu negócio pode estar seriamente comprometido. Provavelmente você já tenha ouvido essa dica antes, mas acredite: separar suas finanças pessoais do seu negócio é um primeiro passo fundamental na sua organização financeira. E pode ser uma etapa decisiva para o futuro da sua empresa.

E como fazer isso?

Comece criando uma conta jurídica que seja direcionada para o CNPJ e separe da sua conta pessoal. Suas despesas continuarão na antiga e os consumos da empresa serão direcionados para a nova. Defina também o valor do seu pró-labore, ou seja, o seu salário mensal como pessoa proprietária do negócio. Por fim, anote os gastos pessoais e comerciais e passe a deixá-los registrados em locais separados, como em uma planilha do excel, por exemplo. 

Não tem certeza sobre seu público-alvo

Pode parecer estranho, mas existe uma grande parcela de comerciantes que desconhecem o seu público-alvo ou que direcionam suas ações para públicos que não são os ideais para o seu negócio. Este é um fator que acarreta em perda de vendas e, consequentemente, perda de dinheiro no final do mês.

Como solução, pesquise sobre o seu público de forma mais aprofundada. Faça pesquisas com seus clientes mais assíduos, procure entender para quem o seu negócio está sendo direcionado. Qual a faixa etária? Gênero? Faixa salarial? Todas estas perguntas precisam ser respondidas para que o seu público-alvo esteja bem definido.

Este é um passo bastante inicial e, apesar da sua importância, muitos empreendedores acabam deixando de lado. Não seja um deles. Busque por conhecimento sobre o assunto. Afinal, ter um negócio é estar em constante aprendizado.

Não busca desenvolver suas habilidades em gestão

Fazendo um paralelo ao último tópico, é importante ressaltar que o seu conhecimento do negócio e sobre o mundo das finanças é o que norteará a qualidade da sua gestão financeira. Quando você não desenvolve suas habilidades e não busca aprender mais, seu negócio inevitavelmente acabará perdendo dinheiro. 

Selecionamos abaixo alguns cursos gratuitos que poderão ajudar você nessa jornada em busca de conhecimento e capacitação:

Perda de controle sobre os custos variáveis

Da mesma forma que um financeiro misturado com despesas pessoais é comprometedor, a perda de controle sobre ele também não é um bom sinal quando o assunto é a saúde financeira do seu comércio. Antes de mais nada, é importante salientar a diferença entre custos fixos e variáveis. Confira as definições abaixo.

Custos fixos:

Como o próprio nome já diz, são as despesas que se mantêm estáveis e com pouca ou nenhuma variação de um mês para o outro. Alguns exemplos são:

  • Taxa de aluguel;
  • Internet;
  • Salário/Pró-labore;
  • Serviços de limpeza e manutenção mensais.

Custos variáveis:

Já os custos variáveis são aqueles que têm de média a alta variação de um mês para o outro. São valores que oscilam bastante de acordo com o volume de vendas, feriados e dias úteis no mês. São eles:

  • Taxas de maquininha de cartão de crédito;
  • Energia elétrica e água;
  • Insumos básicos (café, alimentação, etc…)
  • Fornecedores;
  • Horas extras;
  • E muitas outras, a depender do nicho do seu negócio.

Planilha para controle de estoque


Observando os dados acima, talvez você já consiga entender em que ponto queremos chegar. As despesas fixas são mais fáceis de serem controladas, já que estamos falando de formatos de contrato mais longos e estáveis. Contudo, as variáveis são mais complicadas de serem administradas e exigem um nível de conhecimento financeiro mais avançado. 

Mas então, como resolver este problema?

Adote um sistema para controlar sua gestão financeira

A melhor forma de controlar despesas é com um sistema de gestão financeira preparado para emitir relatórios de forma automatizada e que administre também pagamentos, valores a receber e estoque. Por isso, recomendamos fortemente nossa nova parceria: Hiper + Raio X. Estanque suas perdas financeiras com taxas erradas e vendas não pagas pelos meios de pagamento. 

Sabia que, em 1 ano, foram encontradas 5 milhões de transações com erros em taxas, o que corresponde ao valor de R$ 62 milhões? Isso mesmo, todo esse dinheiro é relativo a cobranças de taxas indevidas.

E só em 2021, o Raio-X registrou mais de R$8 bilhões em cobranças indevidas de mais de 400 mil usuários cadastrados. Todos tiveram a chance de recuperar esse dinheiro e lidar de igual para igual com os meios de pagamento.

Infelizmente, isso pode estar acontecendo com o seu negócio. Pensando nessa necessidade, a Hiper confiou na parceria com o Raio-x e agora conta com todas as funcionalidades para trazer mais visibilidade para as suas transações feitas em qualquer meio de pagamento

Assim, você tem o controle total da gestão do seu negócio, com um calendário de recebimentos das compras feitas, podendo controlar se as taxas estão seguindo o que você combinou com a adquirente (a dona do meio de pagamento escolhido, como por exemplo, a Stone). 

 

Sabe qual a melhor parte?

Todas estas funcionalidades você encontra diretamente no seu sistema Hiper e sem pagar nada a mais por isso! Muito mais prático, não é mesmo?

Essa é a nossa dica final: Não perca mais tempo nem dinheiro. Invista em um sistema de qualidade! Invista no Hiper. Com essa parceria, sua empresa vai muito mais longe.

Experimente grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Ops! A Hiper não atende o segmento selecionado. Mas não se preocupe, o grupo Linx tem soluções para seu segmento de negócio.Clique aqui e confira!
Carta