Como posicionar sua loja nas redes sociais

Descubra as melhores maneiras de posicionar sua loja nas redes sociais. Em um bate papo super prático com a Consultora de Marketing, Camila Renaux explica e dá dicas de quais os melhores caminhos para a sua marca no digital.

Como posicionar sua loja nas redes sociais

Estamos passando por um momento em que todo mundo está cada vez mais dependente do digital. E sua marca deve estar também! Por isso, nesse artigo você irá encontrar dicas super práticas para implementar ou melhorar o posicionamento da sua loja nas redes sociais. 

Vamos falar um pouquinho sobre planejamento, sobre público e concorrentes e melhores estratégias. Confere só:

Entenda o momento atual

Se você tem um negócio e quer começar a marcar uma presença mais forte da sua loja nas redes sociais. O primeiro passo é fazer um diagnóstico, que passam por diversos pontos. Sendo um dos primeiros, entender e conhecer o seu público, entenda com quem você vai se relacionar de maneira digital.

Conforme explica Camila Renaux “Tudo o que estamos vivendo agora não mudou o cenário de tendências que já tínhamos previstas para 2020 e próximos anos, apenas acelerou esse processo, onde o consumidor está cada vez mais imerso no digital.” Essa é uma grande oportunidade para fazer a diferença, os consumidores estão super dispostos a se tornar cada vez mais inseridos no meio digital, tornando isso um hábito permanente.

Mas vale ressaltar, por mais digitalizada que sua marca seja, o cliente continua sendo uma pessoa. Não existem pessoas digitais, o seu cliente continua tendo emoções e sentimentos e cabe a marca proporcionar a melhor experiência independente do ambiente onde o cliente se encontra. 

Conheça o seu público

Entender bem como se comunicar com o seu público é um grande passo. Quem conhece bem o seu público, sabe o que ele deseja, consegue atender as expectativas que ele tem com o seu produto. E clientes satisfeitos, são clientes que têm suas expectativas atendidas e superadas. 

Um bom ponto de partida é pensar onde o público da sua loja está. Pense na melhor forma que você pode interagir com ele. Temos um cenário com diversas ferramentas online que podem ajudar a nos aproximar do cliente da melhor maneira possível.Se você já possui um bom cadastro de clientes vindo da loja física, por exemplo, fica muito mais fácil criar esse ponto de contato no momento de distanciamento social. 

Esse entendimento é importante, para criar um novo ponto de contato. Informe o seu público que você está posicionado em outras plataformas digitais, convide-os para que se conectem com a sua marca também no digital. Ter um contato humanizado é indispensável, mostre o quanto você valoriza a interação e a proximidade com o seu público. 

Naturalmente os consumidores, têm uma dificuldade de se identificar e gostar do que não está próximo ou não se parece estar muito inacessível ou muito distante. E justamente essa é uma excelente lacuna para o pequeno comércio, para que ele mostre o lado humanizado da marca e aumente sua identificação com o seu consumidor. 

Mostre seus bastidores, possuímos uma tendência de não querer mostrar o que está por trás do produto/serviço final, mas ao querer mostrar apenas a perfeição da sua marca, você pode acabar afastando e diminuindo essa identificação. 

 

Certificação para profissionais do varejo

 

Avalie como estão os concorrentes

Além de entender o seu público e saber onde ele está, outro ponto relevante para ser avaliado é saber quais canais e ferramentas seus concorrentes estão utilizando. Busque entender qual o tipo de comunicação que eles fazem com os clientes, analise que tipo de produto/serviço mais aparece e como eles são ofertados. 

Uma forma simples de fazer esse mapeamento, é seguir todas as redes sociais dos concorrentes. Busque todos os pontos de contato possíveis que eles possuem com o público. Mas aqui vai um porém, nem sempre determinada ação que funciona para um concorrente direto, seja ele maior ou menor, pode funcionar para o seu negócio. Vale refletir se a mesma ação pode se aplicar na sua realidade.

Vale analisar e pontuar aquelas ações que você percebe que geram um vínculo e um ciclo de confiança. Na internet não precisa ter aquele ideal de perfeição, o vídeo não precisa ser impecável, mostrar o lado “vida real” da sua marca pode trazer muito mais benefícios e laços com o cliente do que tornar a marca algo inalcançável.

Uma ferramenta gratuita do Google, o Google Trends, pode ajudar a entender essas tendências de busca dos usuários, descobrindo sobre o que estão falando, sentindo ou precisando. Para filtrar, busque pelo nome da sua empresa ou pelos concorrentes. Essa poderosa ferramenta pode te ajudar a entender melhor como o público chega até você e seus concorrentes.

Quero vender na internet, preciso de um e-commerce?

Para vender na internet você precisa despertar o interesse no seu produto. Seja pelas redes sociais ou outro canal. Criando uma rede de relacionamento a partir do canal escolhido, sem precisar de grandes automações, com atendimento personalizado para cada cliente, você já está usando a internet a favor do seu negócio.

Saiba como utilizar as ferramentas que você tem a disposição, essa é a chave para obter bons resultados. Mostre seus produtos da maneira mais atrativa o possível. Recentemente a Hiper lançou o Catálogo Digital, buscando facilitar a digitalização das lojas. Nele é possível mostrar todos os seus produtos em uma vitrine virtual e seguir com o processo de vendas através de outros canais, como um link de pagamento ou WhatsApp, por exemplo.

Inclusive, o WhatsApp é um grande aliado nesse momento. Direcione o WhatsApp da sua empresa como um canal aberto de atendimento, adicione ele como ponto de contato nas redes sociais, no Google Meu Negócio. Assim, os aspectos mais técnicos e a necessidade de uma loja virtual, deixam de ser tão necessários se sua empresa tiver pessoas aptas a entender e fazer negócios da maneira mais confortável para o cliente.

Saiba como se comunicar em cada rede social

Não deixei os perfis da sua empresa desatualizados, é muito preocupante para quem está no digital deixar as redes em esquecimento. Esse abandono pode acabar transmitindo a mensagem de que ali não é o local onde o cliente encontrará informações sobre a sua empresa, onde poderá se conectar com a marca. Tenha presença efetiva nos canais que optar ativar.

Uma ferramenta muito útil para ajudar a centralizar informações sobre a sua loja é o Google Meu Negócio, ele permite que você tenha um destaque nas buscas mesmo sem ter um site. Ele permite também que sua marca receba avaliações e que você possa respondê-las. 

Google Meu Negócio

Utilize depoimentos de clientes para reforçar segurança e credibilidade da sua marca. Em meio a tantos perfis e marcas, pode ser complicado para o usuário decidir em qual loja comprar. E é nesse momento que o gatilho de prova social vai ajudar você a transmitir credibilidade para a sua loja nas redes sociais.

Mostre que tem clientes satisfeitos e que a experiência que seu produto ou serviço gera para as pessoas é positiva. Aproveite esse momento de digitalização para aplicar estratégias efetivas de posicionamento do seu negócio. Busque sempre antecipar e entender as possíveis dores do seu clientes, antes mesmo que ele precise pedi-lo diretamente. 

Aplique o seu posicionamento 

Dentro de cada rede social existem diferentes contextos, é importante entender qual a melhor maneira de se posicionar em cada uma delas. Para aumentar a probabilidade de venda comunique-se com seu cliente dentro do formato que ele já está mais acostumado e apto a assimilar.

Um bom exemplo de conteúdo contextual, são os vídeos, segundo a Camila Renaux “os consumidores, 81% dizem que após um vídeo estão certos que vão comprar algo” essa poderosa estratégia funciona muito bem para todos os segmentos de negócio. Pense em conteúdos que vão resolver o problema do seu cliente, não necessariamente você deve abordar diretamente a venda do seu produto, mas sim trazer um conteúdo relevante que envolva o universo do seu negócio.

Entender qual rede social faz mais sentido para sua marca é essencial “O Instagram por exemplo representa 70% das intenções de compra geradas pelas redes sociais, 4 vezes mais engajamento que o Facebook, que após um ano eleitoral perdeu ainda mais essa participação, mas que ainda é usado por 98% dos consumidores.” cita Camila Renaux.

Dessa forma, após entender quais redes sociais fazem mais sentido para sua empresa, você pode abordar o mesmo conteúdo que inicialmente era um vídeo no YouTube, adequando-o para que também seja utilizado em outras redes, como o Instagram e Facebook. Essas adequações são uma excelente maneira de complementar o conteúdo de cada canal. 

Qualidade x Quantidade de posts

 

Qualidade de Conteúdo nas Redes Sociais

 

Se sua empresa já está presente em diversas redes sociais, mas ainda não encontrou o rumo certo, muitas vezes é porque é preciso entender que nem toda estratégia ou “fórmula” vai funcionar para a sua loja. Estratégias utilizadas por influenciadores digitais são diferentes das que devem ser aplicadas por marcas. 

Cada segmento e marca possui peculiaridades, mas uma coisa é certa, quanto mais rico um conteúdo, menor a necessidade de frequência. O cenário ideal é encontrar o equilíbrio. Para o YouTube uma média de conteúdo semanal já é considerada uma boa frequência. Já no caso de postagens no feed do Facebook e Instagram, não existe uma regra definida, a média seria um post diário, mas marcas com 3 posts semanais podem também trazer resultados satisfatórios.

Essas médias de quantidade de posts variam muito, dependendo do seu público. Existem públicos mais ávidos por conteúdos do que outros. “Falando de Storys, todas as pesquisas nos apontam que marcas que fazem publicações diárias aumentam consideravelmente seu número de seguidores.” comenta Camila Renaux sobre a importância de fazer postagens diárias no feed e manter uma média de 1 a 7 storys por dia.

Vale sempre refletir o quanto de esforço você tem intenção de colocar em cada rede social, pensando sempre em manter a qualidade das postagens. Pois de nada adianta você postar com uma alta frequência se seu conteúdo é de baixa qualidade.

Recursos para potencializar as interações

A principal maneira de potencializarmos as interações é aumentar a identificação. Quanto mais o seu cliente se identificar com a sua marca, maior será o engajamento. Quanto mais a sensação de mundo perfeito, mais distantes os clientes se sentem. Humanizar o contato é uma das chaves para gerar mais interações, traga o seu conteúdo para a realidade do seu cliente, pense sempre no que ele gostaria de ver e no que se identificaria. 

Mas claro que vender, não se limita a gerar engajamento. Então precisamos complementar a percepção para encontrar a melhor solução, posicionando a sua marca como a melhor opção para solucionar os problemas do cliente. Tenha essa percepção de que é necessário mesclar as intenções e formas de gerar conteúdo. Mostre seus diferenciais de qualidade, de melhor entrega, de melhor atendimento, maior facilidade de devolução. Dessa forma você aproxima para gerar engajamento, mas você reforça com as suas pautas ligadas mais diretamente a produtos, falando dos diferenciais. 

Muitas empresas que resolvem investir no digital, acabam desistindo logo no começo do processo pois não vêem um resultado imediato. É importante entender que é um processo que ocorre em etapas e demanda esforço. Tenha disciplina e insista, aprenda com os erros e acertos ao se comunicar com seu cliente. Com leads digitais, seu principal ponto de preocupação deve ser acertar no conteúdo. 

Agora você já tem um bom caminho para percorrer e posicionar sua loja de maneira efetiva nas redes sociais. Gostou do conteúdo? Confira o vídeo completo deste artigo na live do Movimento #Joguenoataque e acompanhe nosso blog, sempre estamos postando novidades por aqui.

 

Teste o Hiper grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Experimente grátis