erros de gestão

8 erros de gestão que podem arruinar sua empresa

Abrir um negócio é fácil, difícil é mantê-lo. Por isso, confira 8 erros que devem ser evitados para que sua empresa tenha sucesso

Você já deve ter ouvido aquele velho ditado que diz: “Abrir um negócio é fácil, difícil é mantê-lo”. E na prática, esse ditado mostra uma realidade cruel. Segundo um levantamento realizado pelo Sebrae, 30% das empresas brasileiras fecham suas portas no primeiro ano de vida. De acordo com os dados da instituição, cerca de 96% das empresas que fecham as portas nos cinco anos iniciais pertenciam ao segmento das micros e pequenas empresas.

Há uma série de fatores que interferem negativamente no desempenho e na rentabilidade de uma empresa, principalmente, para aqueles que estão começando um negócio. Um dos maiores erros dos microempresários é apostar no achismo. Onde os empreendedores acabam fazendo erros de gestão sem buscar orientação externa, e quando os resultados não são bons,  ficam procurando desculpas para seus erros. 

Uma boa gestão financeira é essencial para o crescimento das empresas e pode ser peça chave para determinar o sucesso ou o fracasso de um empreendimento. É verdade que estamos todos sujeitos a cometer erros. No entanto, alguns equívocos podem custar mais do que outros. 

Para evitar prejuízos para os negócios, listamos neste artigo os principais erros de gestão que podem arruinar a sua empresa. Continue lendo para evitar e corrigir erros desnecessários:

1 – Não separar as finanças pessoais das empresariais

Primeira falha gravíssima, porém extremamente comum: tratar o dinheiro da empresa como se fosse seu. Geralmente os proprietários ou os sócios das empresas usam as contas pessoais para compra de produtos ou usam a conta da empresa para gastos pessoais. Não faça isso, assim você perderá facilmente o controle do fluxo de caixa.

Usar o cartão de crédito corporativo para fazer compras pessoais e vice-versa,pode parecer irrelevante, mas não é uma atitude positiva. É necessário ter disciplina com o dinheiro da empresa, mesmo se você for um pequeno empresário.

Imagine que, ao final de uma semana de trabalho, todo o dinheiro obtido seja guardado em uma gaveta e a sua conta de luz pessoal está para vencer e você paga com esse dinheiro. Isso já é suficiente para gerar uma tremenda confusão: Quanto você tinha? Quanto restou? Ao final do mês, quanto de lucro a empresa obteve e quanto você recebeu como salário? Confundir as finanças da pessoa jurídica com as finanças pessoais pode tornar tudo muito confuso e gerar desencontro de informações.

2- Não ter registro financeiro das operações

Decisões estratégicasTodas as transações, desde a compra de clipes de papel até a aquisição de novas máquinas, devem ser registradas de maneira correta para, ao final de certo período, poderem ser analisadas.

Inevitavelmente, gerenciar uma empresa envolve muitas operações financeiras: compras, vendas, pagamentos, etc. Se você não encontrar um sistema claro e objetivo para registrar todas essas operações, é muito provável que você perca o controle das finanças da organização e coloque em risco a saúde financeira do negócio. Sim, sem exageros: Todas, absolutamente todas as operações precisam ser registradas.

Mantendo um registro desde as pequenas transações, você será capaz de gerenciar facilmente seus livros contábeis. Você verá o quanto isso será importante à medida que sua empresa for crescendo e o número de transações financeiras também.

3 – Amigos, amigos… negócios à parte

A mesma regra vale para familiares. A menos que eles sejam realmente qualificados para a posição em questão, evite misturar as coisas. Contrate profissionais que tenham o perfil e as habilidades necessárias para o crescimento da sua microempresa.

É preciso estabelecer os pré-requisitos para cada cargo/função, e selecionar as pessoas com o melhor perfil/competências necessárias para a empresa.

Geralmente, os micro empreendimentos cometem erros durante o processo de contratação de novos talentos. E estes erros são ocasionados por: 

  • não possuir processos para recrutamento e seleção;
  • por sempre realizar contratações de amigos e familiares com base apenas em indicações.

Como já sabemos, essas contratações geralmente selecionam pessoas que não têm o perfil ou capacidade técnica necessária para ocupar a função disponível, e que ocasionalmente termina na demissão do profissional mal contratado (sem falar na frustração de ambas partes).

Essa estratégia errônea pode gerar um prejuízo grande para a empresa já que todo investimento não gerará resultado. Sem falar no risco de se perder uma grande amizade fazendo negócios com o amigo.

4- Fazer empréstimos sem ter um plano de recuperação

Se a empresa não consegue pagar as despesas operacionais com as receitas da operação, é preciso mudar/rever o plano de negócio. Não confundir despesas operacionais com investimentos;

Fazer um empréstimo para apagar incêndios ou pagar custos operacionais sem ter um plano de ação para recuperar o dinheiro é muito perigoso. Se não tomar cuidado, você pode acabar se endividando ainda mais e comprometendo todo o faturamento da sua empresa.

Tomar um empréstimo sem pensar muito como ele vai ser pago, é um grande risco. Muitas vezes só pensamos no resultado imediato que é a quitação da dívida, mas depois, os juros do empréstimo podem ser altos demais e assim gerará mais dívidas ainda, virando tudo uma bola de neve. 

 

Certificação para profissionais do varejo

 

5 – Não estabelecer metas e prazos

É muito tentador não estabelecer metas quando se é dono de um negócio. Mas as metas e prazos são forças motrizes que impulsionam a sua microempresa. Então, não cometa o erro de cair na zona de conforto e estabeleça objetivos claros para você e para seus funcionários

E claro, faça o acompanhamento do início à finalização. As despesas têm data fixa para pagamento. O atraso de uma tarefa pode atrasar o recebimento de uma receita e prejudicar o fluxo de caixa da empresa.

Administrar uma empresa sem um planejamento seria o mesmo que sair para navegar sem planejar uma rota: uma hora ou outra você irá acabar perdido. E algumas vezes, até reencontrar o caminho, pode ser tarde demais.

6 – Não adie decisões importantes

Sabe quando vamos ignorando, postergando um problema e no fim ele se transforma em um monstro? Pois é, isso também acontece no mundo empresarial. Quanto mais você adiar tomar decisões importantes, seja por indecisão ou por receio de cometer erros, maior o risco de gerar altos impactos.

Não tomar as decisões no momento em que é preciso, principalmente quando envolvem demissões, mudanças de procedimentos, aumento de atividades e controles, suspensão de operações, aumento no investimento, entre outras. 

Prorrogar a decisão só aumenta o tamanho das mudanças e dos impactos.Por isso, assuma o papel de gestor sem medo!

7 – Tentar controlar tudo e não aceitar sugestões

Nunca acredite que você sabe tudo. Duas cabeças (ou mais), sempre pensam melhor do que uma, não é? Seja aberto, aceite as opiniões construtivas que lhe dão. É assim que uma empresa evolui.

Mude seu conceito de que sabe tudo, que não precisa de ajuda e que nunca enfrentará dificuldades. É preciso ouvir e considerar a opinião/sugestão dos funcionários, clientes e fornecedores, se atualizar e se aperfeiçoar continuamente. Busque ajuda profissional para agregar valor à operação da empresa.

O aperfeiçoamento constante é uma das chaves para o sucesso, mantenha isso em mente!

8 – Não possuir um sistema de Gestão

Não controlar as finanças e demais áreas da sua empresa de forma adequada é um dos erros mais graves que um microempreendedor pode cometer. É fundamental que você saiba de onde o dinheiro está vindo e para onde ele está indo, afinal, só assim será possível identificar erros e oportunidades com agilidade e tomar decisões estratégicas.

Você precisa ter o controle de todos os dados do seu negócio, e gerenciar todas as informações não é uma tarefa muito fácil. Por isso, utilizar essa ferramenta facilitará a administração organizada da sua empresa.

Uma plataforma de gestão pode promover para sua empresa, de forma rápida e eficaz, o poder de automatizar pequenas atividades do dia a dia que garantem os resultados do plano de negócio, possibilitando uma visão em  tempo real dos indicadores operacionais da empresa.

Você conhece outro erro de gestão muito comum nas MPEs? Compartilhe sua experiência nos comentários.

banner-promocionalbanner-promocional

Experimente grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Ops! A Hiper não atende o segmento selecionado. Mas não se preocupe, o grupo Linx tem soluções para seu segmento de negócio.Clique aqui e confira!