Imagem de uma jovem mulher cadeirante, usando fones de ouvido e sorrindo para o leitor

Acessibilidade na loja: como receber melhor todos os clientes

Rampas na entrada, banheiros maiores e prateleiras de fácil acesso, essa são algumas ações de acessibilidade na loja para você implementar. Para além da Lei da Acessibilidade, listamos ações que fazem a diferença e trazem mais segurança e autonomia para os seus consumidores.

Você tá sempre pensando em como receber melhor um cliente na loja e melhorar o seu atendimento, certo? Tornar a sua loja mais acessível a todos os públicos, além de ser lei, é uma estratégia que te ajuda nesse propósito!

Dar mais autonomia e segurança aos consumidores e colaboradores com deficiência é o caminho para ter uma loja inclusiva e acessível. Acompanhe o nosso artigo para saber mais detalhes sobre como você consegue contribuir com este objetivo.

Lei de Acessibilidade

É importante deixar claro que a acessibilidade em lojas é obrigatória e está descrita na Lei de Acessibilidade 10.098/2000 e na norma ABNT NBR 9050:2004. Ou seja, caso o seu negócio desobedeça as normas vigentes, ele pode sofrer consequências. Portanto, fique atento ao construir ou locar um ponto de venda, para que ele já esteja de acordo com os termos descritos por lei.

Principais adequações de acordo com a lei de acessibilidade:

  • Todas as entradas do estabelecimento devem ser acessíveis através de rampas;
  • Deve haver reserva de vagas no estacionamento para pessoas com deficiência que sejam próximas dos acessos de circulação de pedestres;
  • O caminho entre as vagas reservadas e o acesso à loja não pode estar bloqueado e pelo menos um dos acessos ao interior da edificação deverá estar livre de barreiras arquitetônicas e de obstáculos que impeçam ou dificultem a acessibilidade de pessoa portadora de deficiência ou com mobilidade reduzida;
  • É preciso adotar sinalização adequada para indicar a localização de espaços adaptados, como sanitários e vagas para pessoas com deficiência, e também para alertar sobre potenciais riscos, como desníveis no piso;
  • 5% dos sanitários para cada gênero devem ser acessíveis, com barras de apoio, piso nivelado e espaço adequado para manobrar uma cadeira de rodas, dentre outras normas.
  • Deve haver sinalização geral adaptada para pessoas com deficiência visual, incluindo sinalização tátil de piso;
  • Nos corredores de compras, a cada 15 m, deve haver um espaço para manobra da cadeira de rodas. Recomenda-se a rotação de 180°;
  • Quando existirem vestiários ou provadores para o uso do público, pelo menos um deve ser acessível, prevendo uma entrada com vão livre de no mínimo 0,80 m de largura e dimensões mínimas internas de 1,20 m por 0,90 m livre de obstáculo;
  • As portas devem ter vão livre mínimo de 0,80m por 2,10m e as maçanetas devem ser instaladas entre 0,90m e 1,10m de altura do chão, podendo ser utilizadas sem a necessidade de muito esforço;
  • Quando houver balcões de caixas para pagamento, pelo menos 5% deles, com no mínimo um do total, devem ser acessíveis para P.C.R. Recomenda-se, além disso, que pelo menos outros 10% sejam adaptáveis para acessibilidade.

Além disso, muito antes de se sentir pressionado pelo que diz a norma, é preciso entender que a acessibilidade na loja vai além do que está escrito. Proporcionar à maior quantidade possível de pessoas, independentemente de idade, estatura ou limitação de mobilidade ou percepção, a utilização de maneira autônoma e segura do ambiente é uma questão de cidadania.

Acessibilidade ao chegar na Loja

Pensar na acessibilidade de uma loja, é pensar no trajeto que o seu consumidor vai percorrer para chegar ao seu espaço. Isso passa por:

  • Vagas de estacionamento exclusivas e próximas a entrada da loja
  • Calçadas apropriadas e corredores com sinalização tátil
  • Rampas no locais de escadas ou pequenos degraus
  • Acesso amplo e livre, sem carrinhos ou elementos de decoração que atrapalhem a entrada da loja

Além disso, toda a sinalização da loja deve ser criada respeitando o Símbolo Internacional de Acesso (SIA) e deve ficar de forma visível nas entradas, o uso de relevos ou da linguagem em Braille para orientar cegos e deficientes visuais também é importante.

Melhorias no Interior da Loja

Corredores amplos e boa sinalização, continuam no espaço interno da loja. Além desses itens, atente-se para prateleiras e araras que sejam acessíveis à pessoas cadeirantes e de baixa estatura. Pode até parecer um detalhe, mas não é, conseguir encontrar os itens com facilidade no ponto de venda é um grande diferencial de autonomia.

Busque também por um mobiliário que não ofereça riscos e seja fácil de movimentar, caso surja alguma necessidade. Espaços como banheiro e provadores, também precisam se enquadrar nas normas para dar mais segurança e facilidade de uso a todos os clientes.

Oriente os seus colaboradores e crie treinamentos para suprir dúvidas e dar dicas sobre como conduzir os atendimentos. Lembrando que tendo um espaço acessível, também permite a inclusão de pessoas com deficiência na sua equipe.

Acessibilidade também em Lojas Online

Você também tem que pensar em acessibilidade ao criar a sua loja online, sabia disso? Se você trabalha com vendas online é importante ficar atento a alguns pontos de melhorias no seu e-commerce:

  • Descrição das imagens: sempre descreva as imagens dos produtos e demais elementos que você utiliza no seu site, ele facilita o entendimento daquele conteúdo para quem utiliza leitores de tela. A descrição de imagens também é utilizada pelos buscadores, como Google, e usar essa funcionalidade pode ajudar no posicionamento do seu site
  • Interprete de Libras: algumas empresas já disponibilizam ferramentas que traduzem a sua página para libras, facilitando o acesso de deficientes auditivos
  • Leitor de textos: Incluir o conteúdo da página em áudio também ajuda a compreensão da pessoa usuária com o conteúdo apresentado

Essas são algumas dicas de como tornar a sua loja mais acessível a todos os clientes. Se você ficou com alguma dúvida ou quer compartilhar alguma ação que faz na sua loja, deixe um comentário abaixo, vamos adorar saber!

Experimente grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Ops! A Hiper não atende o segmento selecionado. Mas não se preocupe, o grupo Linx tem soluções para seu segmento de negócio.Clique aqui e confira!
Carta