Vitrines de lojas: conheça os erros mais comuns

young and nice women in front of a window shop in act to decide what to buy

O processo de montagem de vitrines de loja pode até parecer fácil, mas é necessário considerar muitos aspectos. Especialmente, o tipo do seu negócio e se você possui um visual merchandising profissional para auxiliar nessa tarefa.

Alguns lojistas acreditam que a loja inteira deve ser exposta na vitrine, a fim de aumentar a visibilidade de seus produtos e, consequentemente, suas vendas. E para isso, fazem um baita esforço para utilizar todo o espaço disponível — sem deixar nenhum buraco —, expondo toda a gama de itens disponíveis na loja, na esperança de despertar o interesse dos mais diversos compradores.

Outra crença é que, uma vez que as vitrines de lojas são criadas, elas podem durar para sempre. Mas podemos afirmar: nenhuma dessas teorias funciona! Então, para que você possa evitar equívocos ao montar a vitrine de sua loja, confira uma lista com os 10 erros mais comuns.

 

1. Exibir muitos produtos de uma única vez

Exibir muitos produtos de uma única vez e sem qualquer ordem de prioridade faz com que sua vitrine perca a relevância, tornando-a incapaz de se comunicar com o público em geral. Não selecione o produto simplesmente porque expor é importante na montagem de vitrines de loja.

A verdade é que o olho humano procura sempre por um padrão: ordem e clareza de leitura, mesmo quando se trata de uma vitrine. Isso significa que o consumidor precisa encontrar os produtos com maior facilidade, de preferência, sendo guiado por meio de linhas e caminhos geométricos.

É necessário distinguir algumas peças, fazendo uma seleção de prioridades e colocando os produtos em diferentes alturas, com o intuito de direcionar o olhar do consumidor ao produto em destaque, inovando na fachada da loja.

Todas as lojas consideradas conceituais refletem isso em suas vitrines. Contam uma história com a exposição de seus produtos, com começo meio e fim, coerência. Evite a poluição visual e com certeza seu empreendimento atrairá muito mais clientes.

 

2. Trabalhar com pouco espaço entre as peças na vitrines de loja

A falta de espaço entre os produtos cria um efeito de confusão na mente dos clientes, que ignorarão a sua loja assim como fazem com outras que utilizam a mesma técnica.

O espaço na vitrine pode determinar o ritmo dado ao olhar bem guiado, e isso pode ser perfeitamente medido ou variável. Significa que itens bem posicionados permitem que o cliente dê um valor diferente para cada produto com base em sua própria interpretação e opinião.

Faça com que tudo esteja estrategicamente bem posicionado, a fim de garantir a confiança no olhar dos consumidores. Afinal, uma vitrine de loja bem organizada chama a atenção pelo cuidado na disposição dos produtos e itens de decoração.

 

 

3. Iluminar o espaço de forma inadequada

O destaque aos produtos pode ser feito durante um determinado período do ano, com base no interesse do seu público-alvo ou simplesmente àqueles produtos em que você deseja apostar. Lembrando-se sempre de que todos precisam de iluminação adequada.

Não há fórmulas mágicas para esse trabalho, mas é imprescindível que você conheça o seu negócio e saiba identificar quais são as melhores peças de venda ou aquelas que precisam de um pouco mais de estímulo. Logo, tenha em mente que a iluminação é essencial para dar aquele impulso na apresentação de seus produtos.

Outra dica: tudo o que pisca e se movimenta chama a atenção. Atraia os olhos dos consumidores com bons truques como luzes que piscam, LEDs ou giratória. Mas, lembre-se: tudo com muita moderação, ou sua loja parecerá um parque de diversões.

Garanta também que sua equipe possa separar alguns minutos do dia para certificar que toda a parte elétrica está funcionando. Caso haja alguma lâmpada queimada ou fraca, providencie a troca com urgência, pois um led defeituoso pode mandar toda a iluminação por água abaixo.

 

4. Deixar a vitrine escura, suja e desorganizada

Em uma montagem de vitrine de loja, a maior tarefa não é só escolher os produtos, mas também escolher as disposições mais adequadas, além, é claro, de cuidar da manutenção periódica de todos os detalhes.

Se a vitrine da sua loja estiver suja, escura ou desorganizada, arruinará todo o trabalho feito, e mais, vai piorar suas vendas e diminuir a credibilidade do seu negócio perante os clientes. Portanto, a manutenção deve ser uma atividade diária.

Certifique-se de que não há poeira, que tudo está em ordem e que a instalação não caiu. Essas dicas valem tanto para as vitrines de loja quanto para a parte interior do estabelecimento. Então, faça a manutenção regularmente, pois são cuidados básicos e extremamente importantes.

Nada de manequins colados com durex, sujos ou gastos. É melhor retirá-los de lá do que deixá-los expostos mesmo que provisoriamente, lembre-se disso.

 

5. Organizar a montagem de vitrines de loja sem planejamento

Planejamento é a regra mais importante na hora realizar a  montagem de vitrine de loja. Você pode ter um plano mensal, trimestral ou anual, mas você deve ter um plano que inclui um rodízio de produtos e instalações dentro de sua vitrine. É dessa forma que você poderá ter expositores diferentes, interessantes e de apelo relevante aos seus clientes.

Os aspectos a considerar quanto ao planejamento são poucos e básicos, mas, com certeza, fazem grande diferença na hora da montagem de sua vitrine, confira:

  • Temporadas (primavera/verão/outono/inverno);
  • Feriados (Natal, Dia das Mães…);
  • Promoções (produtos com descontos e condições de pagamento especiais);
  • Eventos especiais (Black Friday, por exemplo).

Saber adaptar as suas vitrines a esses momentos torna os seus produtos mais atrativos aos clientes, o que, consequentemente, gera um impacto enorme na saúde financeira dos seus negócios.

Tenha também um cronograma com data de tudo que entra e saí das vitrines. Além de ajudar na atualização, esse histórico ajudará a entender o que já foi feito em uma temporada e como a organização pode evoluir na temporada seguinte.

 

6. Expor produtos sem coerência visual

Uma das melhores formas de atrair clientes com vitrines é apostar em temas. Além de diferenciar a sua loja das demais, os temas chamam a atenção pela coerência das peças.

Para montar uma vitrine temática de sucesso é preciso contar uma história por meio dos produtos, nada deve ser colocado ali por acaso: os produtos, os enfeites e as luzes precisam conversar entre si.

As inspirações podem partir de datas comemorativas (como mostramos no tópico anterior), por exemplo: peças do guarda-roupa de um homem moderno no dia dos pais ou alguns itens que compõe quartos infantis no dia das crianças.

 

 

7. Utilizar materiais de baixa qualidade

Nada é mais frustrante do que olhar a vitrine de uma loja e notar que um adesivo foi colado de forma errada ou impresso com baixa qualidade. A sensação passada é de amadorismo, e isso afasta os consumidores!

Por outro lado, quando a montagem de vitrine de loja conta com iluminação profissional, mobiles, totens e imagens de alta qualidade, os clientes logo enxergam o espírito inovador do empreendimento.

Se o seu público for infantil, torna-se ainda mais importante investir em produtos de qualidade, pois as crianças são facilmente atraídas por brinquedos e bonecos em tamanho real, por exemplo.

 

8. Deixar as vitrines desatualizadas

As montagens de vitrine precisam ser feitas com bastante antecedência. É preciso pensar na estrutura, fazer um orçamento de peças complementares e definir até quando ela ficará disponível (lembre-se da dica Nº 5). O erro mais grave é deixar uma vitrine sazonal exposta fora de época.

As pessoas são atraídas por novidades e vitrines “fora de época” passam a ideia de desatualização, o que não é nada vantajoso em uma época que o novo é a maior motivação para o consumo.

Alguns especialistas em vitrinismo costumam dizer que a vitrine é como um vendedor silencioso. Isso significa que a função da exposição vai além de simplesmente apresentar produtos, mas efetivamente fechar uma venda. Agora imagine um vendedor que lhe apresenta peças que já saíram de moda e o pior, afirmando que elas são tendência…

O mesmo acontece com vitrines, se um produto está exposto subentende-se que ele é novidade no mercado, mas se a loja apresenta como novidade algo que já caiu em desuso, no mínimo os clientes entendem que a marca não faz ideia daquilo que afirma.

 

9. Expor produtos em falta

Frustrar o cliente é a última coisa que a sua loja deve fazer. E nada deixa um consumidor mais decepcionado do que ver um produto na vitrine, gostar e não conseguir encontrá-lo no interior do estabelecimento.

Saiba que os produtos expostos nas vitrines da sua loja representam uma promessa ao cliente. Cumprir a promessa – em termos de qualidade e disponibilidade do produto – deve ser encarado como uma regra pela sua equipe.

Para o cliente, os itens apresentados na vitrine fazem parte dos produtos disponíveis na loja. Logo, não é por menos que o consumidor se sinta enganado ao perceber que ele foi apenas atraído ao interior do estabelecimento.

Para que isso não ocorra, sempre esteja atento ao estoque da sua loja. Quando perceber que existem poucas unidades de um produto, procure anunciá-lo com avisos como “compre já. Unidades limitadas!”.

 

10. Trabalhar com peças que estejam fora da realidade do cliente

Evite expor produtos com preços fora do contexto de quem se relaciona com a sua empresa. Não faz sentido para a montagem de vitrine de loja, expor calçados que custam mais de R$ 500,00, se a loja atende públicos da classe C e D, por exemplo.

Esse tipo de atitude pode deixar o cliente frustrado, fazendo com que ele dificilmente retorne à sua loja, por entender que não atende ao seu poder aquisitivo. É só pensar na sua loja de roupas preferida e tentar entender porque você gosta dela, aposto que uma das razões é a identificação, não é mesmo? Se a vitrine é incoerente com o restante dos produtos ou com o perfil do público-alvo, ela se mostra no mínimo incoerente.

Além de atrativa, uma vitrine bem pensada, organizada e planejada amplia as chances de conseguir novos clientes, assim como potencializam o aumento das vendas de sua loja. Então, capriche no desenvolvimento da vitrine!

Após conferir nossas dicas, ficou mais fácil planejar, montar e cuidar da manutenção das vitrines de loja, não é? Compartilhe sua experiência conosco por meio dos comentários e nos conte como tem utilizado estas técnicas!

 

TESTE GRÁTIS: Sistema para Gestão de Lojas

Conheça o Hiper, um sistema para gestão, vendas e controle de estoque que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Sistema para gestão de lojas