Psicologia das cores: tudo o que você precisa saber

Psicologia das cores

A psicologia das cores pode influenciar muito mais nas nossas vidas do que você imagina: seja na rotina pessoal ou mesmo no trabalho — para otimizar as vendas, por exemplo. Nesse sentido, o estudo dessa teoria faz parte do marketing sensorial, que leva em consideração os cinco sentidos do corpo humano.

Você sabia que mais da metade das desistências de compras acontecem quando os clientes não encontram produtos na sua cor favorita? Cerca de 93% das pessoas observam o colorido para adquirir um produto.

Devido a essa importância da psicologia das cores no mercado, separamos, neste post, algumas dicas de como usar as cores a seu favor. Confira!

 

Cores primárias

De acordo com a teoria das cores, as cores primárias não podem ser feitas por misturas de cores, no entanto, se misturadas entre si, criam novas cores. São formadas pelo vermelho, amarelo e azul.

 

Vermelho

O vermelho, por ser uma cor quente, costuma ser associado à paixão e à impulsividade. Por estimular o apetite, é bastante usado em logotipos de lanchonetes e restaurantes.

Amarelo

O amarelo, por ser também uma cor quente, é muito utilizado junto ao vermelho em marcas alimentícias. Além disso, ambas as cores são usadas com o significado de atenção, em placas de trânsito e outros sinalizadores.

Azul

Já o azul, por ser uma cor fria, tem efeito contrário das duas acima. Ele promove paz, relaxamento e confiança, e é bastante empregado em marcas que querem demonstrar profissionalismo ou que estejam associadas à ideia de água e meio ambiente.

 

Modelo de Política de Troca

 

Diferenças entre cores quentes e frias

As cores quentes são aquelas que refletem paixão, felicidade, entusiasmo e energia. São comumente usadas em vitrines de moda verão, como o laranja, vermelho, amarelo e rosa pink. Já as cores frias dão a sensação de calma e profissionalismo, e são os tons de azul, verde e roxo.

Para que não fiquem muito repetitivas, a dica é mesclar sempre uma cor fria com outra quente, de acordo com o círculo cromático, para harmonizar bem as nuances e os tons.

 

Preferências por sexo

Uma pesquisa realizada por Joe Hallock, em 2003, comparou a preferência de cores entre homens e mulheres em 22 países em torno do mundo.

Para os homens, as cores favoritas foram azul, verde e preto. Para as mulheres, foram azul, roxo e verde. Em ambos os sexos, as cores marrom e laranja ficaram entre as menos populares.

 

Utilização prática da psicologia das cores

Algumas combinações atraem mais os consumidores do que outras. Por exemplo, as cores azul e branco — como o logo do Facebook — refletem simpatia e uma sensação de paz para os consumidores, que compram pela percepção de segurança e confiabilidade na marca.

Já as cores verde e amarelo, símbolo do nosso país, não são tão eficazes na publicidade, pois não favorecem nenhuma interação ativa do cliente, tendo que ser combinadas com outras cores mais quentes para produzir alguma ação efetiva do público.

Por isso, para ampliar o seu visual merchandising, a psicologia das cores é fundamental. Estudar as melhores combinações no círculo cromático não só vai estimular o aumento das suas vendas, como irá te ajudar a conhecer melhor o seu público.

Afinal, se existem estudos para aumentar as suas vendas por meio da arte, por que não utilizá-los a seu favor? Aproveite as dicas desse post e reveja as cores da sua loja e da sua logomarca: elas estão atraindo ou afastando seu cliente? Aproveite para reformular a fachada da sua loja, caso necessário!

Gostou do texto? Sabia alguma coisa sobre a psicologia das cores? Conhece boas combinações cromáticas? Então deixe um comentário contando a sua experiência!

 

Solicite uma demonstração

Conheça o Hiper, um sistema para gestão, vendas e controle de estoque que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Sistema para gestão de lojas