Entenda como fazer o cálculo da curva ABC

O cálculo da Curva ABC serve para ajudar a classificação dos grupos de produtos estocados conforme sua importância. Através deste método, você organiza os produtos estocados e otimiza o processo de vendas.

Cálculo da Curva ABC

Dentre todos os desafios de um empreendimento está a gestão de estoque. Se for feita da maneira certa, a administração dos itens estocados poderá otimizar os processos de venda, reduzir custos e contribuir para aperfeiçoar a entrega dos materiais.

Existem algumas ferramentas já tradicionais empregadas com sucesso para alcançar uma adequada gestão de estoque. Uma delas é o cálculo da curva ABC, que serve para ajudar a classificação dos grupos de produtos estocados conforme sua importância.

Você já ouviu falar nessa ferramenta? Quer saber como usá-la? Continue lendo!

 

O que é a curva ABC?

As letras A, B e C servem como norte de classificação para o dono ou o gestor do negócio, como você pode ver a seguir:

●A: são os itens de maior prioridade, que precisam de maior atenção pelo seu valor. É estimado que 20% dos itens correspondam a 80% do valor do estoque.

●B: são itens que necessitam de cuidados intermediários, mas ainda assim são valorosos. A estimativa é de que representam 15% do valor distribuídos em 30% dos itens.

●C: itens considerados de baixa prioridade, pois seu impacto econômico na empresa é menor. Os itens dessa classificação condizem, em média, a 5% do valor distribuídos em 50% da mercadoria.

 

Como fazer o cálculo da curva ABC?

Agora que os conceitos básicos estão explicados, vamos aos passos para fazer o cálculo da curva ABC com o objetivo de melhorar a gestão do estoque. Os passos incluem:

 

Listagem dos itens

Essa é a etapa inicial na qual você deve identificar todos os produtos que estão em estoque, determinando qual é o preço por unidade, a quantidade, o valor total e a sua descrição.

 

Reorganização de valor total

Em seguida, é preciso organizar os itens de modo que seja formada uma lista dos maiores valores para os menores. Imagine que há:

●10 itens X com valor unitário de R$ 150,00;

●20 itens Y com valor de R$ 100,00,

●70 itens Z com valor de R$ 20,00,

●30 itens W com valor de R$ 40,00 e

●5 itens V com valor R$ 200,00.

A organização vai ficar:

●Y: R$ 2000,00

●X: R$ 1500,00

●Z: R$ 1400,00

●W: R$ 1200,00

●V: R$ 1000,00

 

Calcule o valor acumulado

O valor acumulado corresponde ao valor de um produto somado aos anteriores. Nesse exemplo, fica assim:

●Y: R$ 2000,00

●X: R$ 3500,00

●Z: R$ 4900,00

●W: R$ 6100,00

●V: R$ 7100,00

 

Faça as porcentagens

Em seguida, transforme em porcentagem em relação ao valor total. Nesse caso, as porcentagens serão:

Y: 28,1%

X: 49,2%

Z: 69,0%

W: 85,9%

V: 100%

 

Defina as categorias

De acordo com as proporções indicadas pelo método, você deve classificá-los entre A, B ou C. Arredondamentos são permitidos e, nesse exemplo, a classificação ficaria assim:

●A: produtos Y, X e Z;

●B: produto W e

●C produto V

Naturalmente, em estoques com dezenas e centenas de produtos diferentes a distribuição se aproxima mais dos valores 80/15/5.

 

Planilha para controle de estoque

 

As vantagens de calcular a curva ABC

Ao calcular a curva ABC, a gestão tem alguns pontos importantes que são relevantes para o negócio. Dentre os benefícios, estão incluídas questões como:

 

Priorização de itens

Com uma representação que pode ser, inclusive, gráfica, essa curva mostra quais são os itens mais importantes para um negócio. Ao conhecer quais são mais valiosos, os demais gestores e os funcionários podem dar prioridade às categorias consideradas mais cruciais para o negócio.

Esse fato vai permitir, também, que sejam criados fluxos de entrada e saída que sejam adequados para as necessidades de cada item e para cada momento da empresa.

 

Diminuição de riscos específicos

Ao compreender quais são os itens de maior valor e impacto no estoque, a gestão pode fazer uma análise de riscos mais precisa.

Por exemplo: se 80% do valor (correspondente aos itens do tipo a) estão na mão de um único fornecedor, a empresa corre o risco de perder boa parte da sua capacidade de estoque caso algo aconteça.

Com essa curva, a gestão pode diversificar a oferta de fornecedores, tornando menores impactos de possíveis imprevistos.

Maior controle

Essa curva também pode servir para que a empresa veja quais são os itens com maior saída. Ao fazer um cruzamento com os dados de venda, o negócio pode conferir se há alinhamento entre os dois setores.

Por exemplo: se a empresa tem mais dos produtos Y, X e Z, mas o mais procurado no momento é o Z, é preciso aumentar a importância desse item no estoque para atender à demanda.

Sem a curva, por outro lado, é mais difícil compreender que tipo de produto é, realmente, o mais importante.

Diminuição de desperdício

Ao final, o uso sistemático dessa curva — e desse método de avaliação — ajuda a empresa a diminuir relativamente os custos com desperdícios. Gasta-se menos tempo e menos dinheiro, assim como o controle de estoque também fica mais facilitado e assertivo.

O cálculo dessa curva ainda permite a otimização de processos, como ao garantir máxima atenção aos produtos mais importantes. Como consequência, o negócio pode elevar a margem de lucro e conseguir resultados diferenciados — e tudo isso sem perder o estoque de vista.

 

Outras soluções para gestão de vendas

Os donos de lojas atualmente se deparam com diversas responsabilidades para gerenciar produtos, estoque, vendas, cadastro de clientes etc. Isso consome um tempo muito valioso que poderia ser utilizado para tarefas mais estratégicas do empresário.

Por isso, além de ferramentas auxiliares como o cálculo da curva ABC, atualmente existem sistemas automatizados para solucionar essas questões de maneira mais rápida, fácil e confiável.  Tudo isso para ajudar o dono da loja a gerenciar as vendas de maneira eficaz!

O cálculo da curva ABC é uma ferramenta que ajuda a otimizar o tempo da gestão do estoque, bem como reduzir custos e melhorar a entrega dos produtos. Hoje em dia empresários também podem contar com software de gestão  como solução para organizar melhor o negócio.

 

Quer saber mais sobre estoque?

Preencha seu e-mail e receba conteúdos exclusivos sobre estoque: