Gestão de estoque numa pequena loja em 4 passos

A gestão de estoque de uma pequena loja precisa ser tão estratégico quanto o de uma grande rede multinacional. Gerir o estoque é um desafio, pois a partir dele é possível mensurar o sucesso da loja e também ver o que está parado e precisa ser vendido o mais rápido possível. Afinal, mercadoria parada é dinheiro parado.

Há casos em que o giro constante pode ser mais interessante do que as margens altas. E há mercadorias em que a margem é mais importante do que a quantidade vendida. Isto também perpassa um bom acompanhamento do estoque.

Estudos apontam que uma boa gestão de estoque pode gerar até 20% de economia ao lojista. As duas principais preocupações do gestor de estoque são: não deixar faltar produtos e não deixar acumular produtos.

Veja, a seguir, um passo a passo para fazer a gestão de estoque de uma pequena loja:

Como fazer a gestão de estoque em uma pequena loja em 4 passos

1. Prever demanda

De acordo com o histórico de saída das mercadorias, é possível prever como será a venda dela. Isto permite um melhor planejamento de produção ou compra – sempre pensando em não estocar demais e não deixar faltar.

É bom sempre ter um estoque de segurança. Se os esforços de propaganda aumentaram ou há uma data comemorativa que pode aumentar o atendimento na loja, é bom ter alguns itens a mais para não deixar de vender.

Este histórico pode ser gerenciado em planilhas ou softwares que permitam relatórios rápidos. Também a capacidade analítica precisa estar bem afiada.

2. Defina quantidades estocadas

É importante criar um processo de compra e definir qual quantidade será estocada para cada produto. Isto evita empolgação na hora de comprar.

Também é interessante observar o tempo que os produtos demoraram para chegar do fabricante e o tempo que levam para serem vendidos. Isso permitirá planejar com mais antecedência.

Obviamente, estas quantidades deverão ser revistas periodicamente, de acordo com o movimento da loja e de acordo com o feeling do comprador.

Solicite uma demonstração

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis.

Experimente grátis

3. Defina como será a reposição

Contínuas ou periódicas, as reposições precisam seguir processos estabelecidos conforme os objetivos do lojista, que deve se perguntar: este produto deve ser comprado quando atingir o nível de reposição? Este produto pode ser comprado antes dos estoques chegarem ao fim?

Também entra aí a análise minuciosa do comprador, que deve conhecer o potencial de venda de cada produto e estar antenado com as oportunidades de vendas.

4. Avalie os fornecedores

Bem, além dos preços, é preciso analisar qualidade dos produtos, prazos de entrega, flexibilidade de negociação, prazos de pagamento, entre outras características dos fornecedores de mercadoria. Isto pode ajudar a manter os estoques sob controle e o equilíbrio das vendas.

Como você tem feito a gestão de estoque da sua loja? Comente abaixo!

 

Solicite uma demonstração

Conheça o Hiper, um sistema para controle de estoque que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite uma demonstração grátis!

Sistema para Controle de Estoque