Crediário próprio – 10 dicas para implementar na sua loja

Crediário próprio

Ao contrário do que se costuma imaginar, pequenas lojas também podem oferecer crediário próprio aos seus clientes, especialmente pela proximidade que conseguem obter no relacionamento.

Essa é uma excelente oportunidade para estabelecer um relacionamento mais próximo com os clientes, além de oferecer uma forma de pagamento alternativa. E quando aliado a um bom processo de pós-venda, pode trazer excelentes resultados ao negócio.

Já pensou em aderir ao crediário próprio em sua loja? Confira as 10 dicas que separamos para você:

 

1. Faça análise de crédito

Com um pequeno investimento, você pode fazer parte de um serviço de análise de crédito como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e a Serasa Experian. Em outras palavras, você terá acesso aos dados dos clientes, sabendo quais são considerados maus pagadores e também os que possuem boa reputação no mercado.

Isso lhe dará mais segurança na hora de vender no crediário, além de contribuir para o controle da inadimplência no país.

 

2. Tenha um bom sistema para cadastro de clientes

Invista na tecnologia para guardar o cadastro dos seus clientes e também para arquivar o histórico de compras e pagamentos. Com essas informações, você poderá controlar com mais assertividade a evolução do crédito.

Por exemplo, um cliente que não atrasa suas faturas e compra com frequência pode ter seu limite ampliado. Com isso, pode haver um aumento nas vendas e, consequentemente, do ticket médio.

Uma realidade do mercado atual é que a tecnologia é uma forte aliada nos processos organizacionais, contribuindo tanto com a implementação do crediário quanto com a fidelização dos clientes.

 

3. Previna-se contra a inadimplência

Um dos principais problemas para os mais diversos tipos de empreendimentos é a inadimplência, pois este é um fator que pode levar a empresa à falência.

As ferramentas tecnológicas são extremamente importantes também neste cenário. Em muitos casos, a inadimplência ocorre por esquecimento do prazo da dívida. Para solucionar este problema, é possível utilizar essas ferramentas para enviar um lembrete aos seus clientes — por e-mail, SMS etc. — alguns dias antes do vencimento da fatura e evitar o atraso.

Também é interessante automatizar uma mensagem de agradecimento quando o sistema acusar o pagamento. Para isso, no entanto, é importante fazer integração do financeiro com a conta bancária.

 

4. Conceda facilidades de pagamento que não comprometam seu negócio

Estude aspectos como o número de parcelas para que a sua rentabilidade não seja comprometida. Estabeleça valores para conceder o crédito. Por exemplo, cliente que compra até R$ 300 tem direito a pagamento em X parcelas e clientes que compram acima de R$ 300 podem pagar em Y parcelas. Balanceie o custo-benefício com o bem-estar do cliente.

Tenha em mente que, às vezes, o cliente preza mais por prazos estendidos de pagamentos do que por descontos. O ideal, nesse aspecto, é encontrar um equilíbrio, adotando alternativas que sejam vantajosas para ambas as partes.

 

5. Tenha um bom plano de cobrança

Esteja ciente de que haverá casos de atrasos ou não pagamentos. Administrar este risco requer também uma boa estratégia de cobrança, que evite perdas ao negócio ao mesmo tempo em que mantenha o cliente fiel.

Você pode, nesse aspecto, começar com o envio de um e-mail relembrando o não pagamento, depois partir para uma ligação e, em seguida, enviar um cobrador no endereço do cliente. Em último caso, é interessante ter parceria com uma empresa de recuperação de crédito.

 

 

6. Use o crediário para estimular a retenção do cliente

Conceda descontos aos clientes que pagarem o boleto na sua própria loja. Assim, eles visitarão o estabelecimento e isso aumenta as chances de comprarem mais. Use o crediário como um meio de atrair e reter os bons clientes. Faça com que os clientes que pagam pelo crediário da loja se sintam únicos.

Vale destacar ainda que o sistema de crediário próprio, quando implementado adequadamente, reduz o tempo de espera do cliente, tornando a experiência de compra mais satisfatória.

 

7. Aposte em promoções

Não há quem não goste de uma promoção, não é mesmo? Por isso, é importante apostar em algumas ações diferenciadas, capazes de tornar o sistema de crediário mais atrativo.

Vale desde fornecer preços especiais nas compras que são feitas no cartão da empresa até mesmo disponibilizar a opção de troca de pontos. Isto é: ao conquistar um número determinado de pontos, o cliente ganhará um item pré-definido.

Não existe uma regra aqui. O importante é ser criativo, mostrando o quão benéfico é efetivar a compra pelo crediário, despertando assim o interesse dos clientes.

 

8. Adote cartões exclusivos

Saia do óbvio e vá além dos carnês e boletos. Adote, por exemplo, o cartão private label. Mas não é só isso: é importante também cuidar da questão visual do item.

Pode apostar: o público ficará mais propício a adquiri-lo quando perceber que ele possui um design criativo e irreverente, sendo um item exclusivo. Por isso, não pense duas vezes para criar um visual atraente para o cartão, que dialogue diretamente com o seu público-alvo.

Lembre-se de que a comunicação visual da marca está diretamente relacionada à questão da identificação do público, sendo, portanto, um aspecto que merece atenção redobrada. O ideal, nesse ponto, é apostar na customização, levando em consideração o perfil da sua clientela.

 

9. Anuncie o serviço

De nada adianta ter todo o processo do crediário próprio bem-definido e não divulgar o serviço. Afinal, como já dizia o ditado: “Quem não é visto, não é lembrado.” Em outras palavras, é preciso anunciar o serviço e mostrar o seu diferencial.

Deixe claro nas propagandas que com o crediário próprio o cliente terá diversas vantagens, como redução de anuidade, ofertas especiais, prazos estendidos, entre outros. Evidencie que é muito mais prático, fácil e financeiramente vantajoso fechar um negócio usando o crediário da empresa.

 

10. Gerencie os riscos

Já dizia a sabedoria popular que qualidade é mais importante do que quantidade, certo? Esse pensamento faz pleno sentido quando o assunto é crediário próprio.

A dica aqui é: em vez de oferecer essa alternativa para todos os clientes, selecione apenas aqueles que são confiáveis. Além do mais, entenda o quanto a sua empresa é capaz de suportar alguns riscos sem prejudicar o funcionamento do negócio.

Para ter o controle do crediário, realizar a cobrança com eficiência e evitar a inadimplência, é recomendado usar um sistema para gestão da loja. Experimente o Hiper gratuitamente e descubra na prática os benefícios de uma boa gestão do seu negócio.

 

Teste o Hiper grátis!

Conheça um sistema para gestão e vendas que facilitará o dia a dia do seu negócio. Preencha os seus dados no formulário abaixo e solicite um teste grátis.

Experimente grátis